terça-feira, 28 de outubro de 2008

Videos das Lontras do Fluviário de Mora

Aqui estão 3 pequenos vídeos das lontras que vimos no fluviário de Mora, espero que sirvam para recordar o belo dia que passamos!


video

video

video

Acções de Reflorestação

ACÇÕES DE REFLORESTAÇÃO
OUTONO DE 2008


1 - COLECTIVO GERMINAL:


Vale de Afonsinho (rio Côa)

Fim-de-semana de 24, 25 e 26 de Outubro de 08
Fim-de-semana de 7, 8 e 9 de Novembro de 08
Inscrições abertas

A Associação Transumância e Natureza e o Colectivo Germinal, organizam duas acções de reflorestação nas margens do rio Côa, no concelho de Figueira de Castelo Rodrigo. O objectivo primeiro é o repovoamento de áreas ardidas e agrícolas abandonadas, promovendo assim a recuperação destes ecossistemas. Haverá também a manutenção de um viveiro florestal e recolha de sementes de espécies autóctones.


As árvores utilizadas para os repovoamentos são autóctones, como carvalhos (sobreiros, azinheiras, roble, etc), freixos, entre outras. As áreas intervencionadas são propriedade da Associação Transumância e Natureza, sendo portanto protegidas. Toda a área está inserida num projecto de criação de uma futura reserva natural.

Estas acções têm por objectivo criar as condições necessárias para a recuperação de um ecossistema natural onde espécies da fauna e flora autóctones, possam sobreviver e prosperar.

Os acampamentos de voluntários realizam-se de Sexta a Domingo, sendo a Sexta-feira para recepção dos participantes. O ponto de encontro é Figueira de Castelo Rodrigo, junto à Câmara Municipal. A partir daqui asseguramos transporte até ao local do Acampamento e retorno. Durante os três dias da reflorestação, garantimos refeições veganas / vegetarianas confeccionadas no acampamento (Pequeno-almoço, Merenda no campo e Jantar).

Necessitas trazer tenda, saco-cama, o teu próprio prato, copo e talher, lanterna, termo, impermeável e roupa quente, botas ou galochas, instrumentos musicais, alegria e boas vibrações!!

Para participares não te esqueças de quando fizeres a inscrição , indicares o fim-de-semana que pretendes estar presente e aguardar a nossa confirmação.

Se não podes ou não queres participar nestas acções mas pretendes ser informado de próximas actividades, envia-nos o teu contacto.


Se pretendes não continuar a receber estas informações , por favor, envia um e-mail para o endereço de origem para te excluam da listagem de envio.

Colectivo Germinal - Associação Cultural
Rua Dr. Pedro Lemos nº 14, R/c 3200-237 LOUSÃ Telefones: 239422927 963605378

2 - FAPAS:
FAPAS - Fundo para a Protecção dos Animais Selvagens www.fapas.pt 28
Núcleo de Lisboa
CIRCULAR - 22 de Outubro de 2008
Se não quiser continuar a receber mensagens de divulgação do FAPAS-Lisboa, envie-nos uma mensagem nesse sentido para fapaslisboa@kanguru.pt
---------------
Se quiser receber informação sobre as actividades do FAPAS-Lisboa e não está inscrito na nossa lista de divulgação, envie uma mensagem para fapaslisboa@kanguru.pt
----------------
As actividades do FAPAS estão abertas a sócios e não-sócios
----------------
INSCRIÇÕES na actividade:
A participação é gratuita, e não há limite de participantes.
Para facilitar a organização da visita, indique o número de pessoas, e qual o ponto de encontro escolhido.
Envie uma mensagem com o seu nome e contacto para fapaslisboa@kanguru.pt , ou contacte pelo tm 93 8491355 (João Morais).
Próximas actividades:
No âmbito da sua campanha Vamos Plantar Árvores Nativas, o FAPAS organiza uma
CAMINHADA e Recolha de Bolotas - Arrábida (zona de Vale da Rasca) - Domingo, 26 Outubro, 9h30-13h
Percurso de Lisboa a Arrábida na carreira 753 / 754 / 755 de autocarros da TST
RECOLHA de SEMENTES para plantação e sementeira de árvores nativas.
O FAPAS organiza há vários anos sementeiras e plantações de árvores e arbustos nativos em diversas áreas naturais de Portugal. Neste Inverno o Núcleo de Lisboa do FAPAS vai organizar sementeiras de carvalhos-cerquinhos em áreas naturais da região de Lisboa.
Antes da intervenção humana a região Centro-Litoral de Portugal era coberta por frondosas matas, constituída sobretudo por carvalhos-cerquinhos e sobreiros. Nestas matas existia uma fauna e flora abundantes e diversificadas. Hoje o carvalho-cerquinho subsiste pontualmente, em árvores isoladas ou pequenos grupos.
A época de frutificação do carvalho-cerquinho decorre de meados de Outubro até meados de Novembro. O FAPAS vai organizar algumas saídas de campo para recolher as bolotas e outras sementes necessárias para as próximas sementeiras, abertas à participação de todos. As sementes são geralmente recolhidas no chão, por vezes nas bermas de caminhos de terra batida.
Programa: Caminhada de 5 km na encosta Norte da serra da Arrábida, próximo da aldeia de Vale da Rasca, para interpretação da paisagem, observação da vegetação, e recolha de bolotas de carvalho-cerquinho. Percurso semi-circular, com partida e regresso a Aldeia Grande.
Grau de dificuldade: actividade acessível a todas as idades. Percurso em caminho de terra batida.
Localização: Aldeia Grande é uma localidade situada na Est.Nacional 10, entre Vila Fresca de Azeitão e Setúbal.
Transporte: de Lisboa (praça de Espanha) para Aldeia Grande, na carreira de autocarros 753 / 754 / 755 da TST.
Preço bilhetes Lisboa-Aldeia Grande (só ida): 3,49 euros (pré-comprados), 3,90 euros (adquiridos no autocarro).
50% desconto para crianças dos 4 aos 12 anos.
Horário: 9h30 (em Lisboa), 10h30 (início da actividade em Aldeia Grande) - 13h-13h30 (fim da actividade em Aldeia Grande).
Regresso a Lisboa: há autocarros 753/4/5 a partir de Aldeia Grande às 13h10, 14h10, 15h10, etc. (demoram 50 minutos até à Praça de Espanha).
Nota: as bilheteiras da TST estarão fechadas no dia 26 de Outubro, se fizer a sua inscrição até dia ao final do dia 24 de Outubro (sexta-feira) o FAPAS pode adquirir os bilhetes pré-comprados.
Pontos de Encontro:
1 - em Lisboa - às 9h30 - na Praça de Espanha, junto à paragem da carreira 753-754-755 dos TST.
2 - em Aldeia Grande: às 10h30, junto à paragem da carreira 753-754-755 dos TST. (na entrada da localidade quando se vem de Lisboa, próximo do entroncamento com a estrada para a Arrábida).
Nota: a carreira de autocarros 753-754-755 circula pelo Laranjeiro, Casal do Marco e EN.10
Equipamento aconselhado: Vestuário adequado às condições meteorológicas, água, merenda (facultativo), calçado confortável. Sacos (de plástico, pano ou rede) para recolher as bolotas. Se possível, trazer uma mochila vazia para transportar as sementes.
-----------------
INSCRIÇÕES na actividade:
A participação é gratuita, e não há limite de participantes.
Para facilitar a organização da visita, indique o número de pessoas, e qual o ponto de encontro escolhido.
Indique se pretende que o FAPAS compre bilhetes pré-comprados (se fizer a sua inscrição até ao final do dia 24 de Outubro, sexta feira).
Envie uma mensagem com o seu nome e contacto para fapaslisboa@kanguru.pt ou contacte pelo tm 93 8491355 (João Morais).
-------------------------------------------------
Colabore connosco na Conservação da Natureza: Ajude o FAPAS a divulgar estas iniciativas.
------------------------------------------------
O FAPAS é uma Associação de defesa da Vida Selvagem com 16 anos de existência, e uma vasta actividade na defesa e estudo da Natureza e Vida Selvagem em Portugal. Sede: Rua Alexandre Herculano, 371-4º Dtº, 4000-055 PORTO (telef.22 200 2472).
Publicações: o FAPAS edita trimestralmente a revista Tribuna da Natureza, e publicou, entre outros, uma série de Guias de Campo de fauna e flora: Aves de Portugal e Europa, Mamíferos de Portugal e Europa, Árvores de Portugal e Europa, Anfíbios e Répteis de Portugal, Fauna e Flora do Litoral.
Para ser sócio do FAPAS: consulte www.fapas.pt , ou contacte-nos por email ou telefone
Quotas anuais - adultos: 19,00 Euros (inclui a assinatura de 4 números da revista Tribuna da Natureza); ou 10,00 Euros (sem a assinatura);
juvenis (até 15 anos de idade): 5,00 Euros (sem assinatura).
--------------------------
Saudações Ecologistas
FAPAS - Lisboa
tm: 93 849 1355


CASO NÃO CONSIGA VISUALIZAR CORRECTAMENTE ESTA MENSAGEM, POR FAVOR, CLIQUE AQUI:

Sessões de Vídeo

SOCIEDADE PORTUGUESA
DE NATURALOGIA

PELAS LEIS NATURAIS, PELA CULTURA INTEGRAL DO INDIVÍDUO

www.spn.eco-gaia.net
SOBRE A SPN TORNE-SE SÓCIO BOLETIM VIDA SÂ ACTIVIDADES OUTROS

NEWSLETTER Nº 56 / 2008

SESSÕES DE VÍDEO
Na última sexta-feira de cada mês 18:30H

Visionamento de um filme ou de um documentário sobre temáticas relacionadas com os ideais da SPN, como por exemplo: vegetarianismo, direitos dos animais, naturismo, ambiente e ecologia, estilos de vida mais saudáveis, terapias naturais, espiritualidade, entre outros.

O próximo será a:

31 DE OUTUBRO
"A 11ª HORA"

Chegou a 11ª hora da Humanidade: o nosso último momento para mudar de rumo e pôr um travão à nossa viagem em direcção ao colapso ecológico global. Leonardo DiCaprio produz e narra esta visão urgente e de carácter transformacional sobre onde estivemos, para onde vamos e – aqui reside a questão mais importante – como podemos mudar. Pensadores, desde Mikhail Gorbachev e Stephen Hawking ao especialista em designs sustentáveis William McDonough e muitas outras personalidades, revelam o estado crítico actual da vida no planeta terra. Imagens impressionantes de cheias, incêndios, furacões, massas de gelo que colapsam e montes cada vez maiores de lixos, são justapostas a imagens de um futuro sustentável, incitando-nos a agir. Será que vamos utilizar as novas tecnologias e mudar o nosso comportamento para salvar o planeta? Temos uma crise em mãos, mas lembremo-nos que temos as soluções para salvar este planeta azul único para as gerações que se seguem.

Título Original: The 11th Hour
Ano: 2007
Duração: 90mins
Com: Leonardo DiCaprio, Kenny Ausubel, Thom Hartmann
Realização: Leila Conners Petersen, Nadia Conners
Legendas em Português

Para ver o trailer clique aqui.

PARTICIPE!

Para sócios da SPN e acompanhantes.



Curso - Gestão de residuos hospitalares


CONVITE

WWF - LIVING PLANET REPORT 2008 / RELATÓRIO PLANETA VIVO 2008 - APRESENTAÇÃO PÚBLICA

A WWF convida-o (a) para a sessão de apresentação pública do 'Relatório Planeta Vivo 2008' / 'Living Planet Report 2008' que ocorrerá no próximo dia 28 de Outubro, pelas 11h00, no CEABN – Centro de Ecologia Aplicada Professor Baeta Neves, do ISA – Instituto Superior de Agronomia, Tapada da Ajuda, em Lisboa.

Esta é a publicação mais emblemática da WWF, que é editada de 2 em 2 anos e que divulga a pegada ecológica dos diferentes Países, a nível mundial, bem como a sua biocapacidade, ou seja, o estado dos seus recursos naturais. A apresentação focar-se-á nos principais dados a nível mundial e na análise específica dos dados para Portugal.

Agradece-se confirmação de presenças para este e-mail até ao dia 26 de Outubro.



Os meus melhores cumprimentos,

Ângela Morgado
WWF Mediterrâneo (Portugal)
Communications and Fundraising Officer
Mobile (+351) 91 842 88 29
E-mail: amorgado@wwfmedpo.org

MicroHumor

O que será que leva as bactérias a cometer um suicídio?

segunda-feira, 27 de outubro de 2008

Domínio do fogo há 790 mil anos permitiu emigração para a Eurásia

Estudos arqueológicos a decorrer na fronteira do rio Jordão


O ser humano já sabia como controlar o fogo há 790 mil anos atrás, uma capacidade que permitiu aos antepassados do homem emigrar de África para a Europa (Eurásia), indica um novo estudo. Numa expedição arqueológica próxima do rio Jordão, investigadores da Universidade de Israel analisaram pedras de silex e concluíram que as civilizações antigas aprenderam a criar fogo, sem terem que depender da natureza.

A arqueóloga Nira Alperson-Afil, porta-voz da equipa da professora Naama Goren-Inbar, explicou que as marcas encontradas no silex evidenciam uma habilidade em fazer fogo, embora se desconheça o método utilizado. No entanto, o facto das pistas terem sido encontradas no vale do rio Jordão, rota entre a Europa e África, revelam que o local foi um ponto de passagem, de migração do Homem de Sul para Norte.

Um estudo anterior feito na área e publicado em 2004 mostrou que o homem já era capaz de controlar o fogo, distribuí-lo entre tochas, por exemplo, naquele período, mas os investigadores dizem agora que os homens primitivos podiam até mesmo acender fogueiras, em vez de esperar por fenómenos naturais. E terá sido essa independência a impulsionar a migração em direcção ao norte.

"Os novos dados mostram que existia um contínuo e controlado uso do fogo em muitas civilizações e que elas não eram dependentes de fogo natural", afirmou a arqueóloga Nira Alperson-Afil.

"Uma vez dominado o fogo, conseguiam luz, aquecimento e protecção contra predadores e sentiam-se seguros o suficiente para se aventurarem por territórios desconhecidos", escreveu a investigadora.

retirado do site

terça-feira, 21 de outubro de 2008

Primeiro português com mão biónica


João Pereira, de 32 anos, amputado da mão esquerda, é desde hoje o primeiro português com parte de um membro biónico, ou seja, uma mão eléctrica que lhe permitirá, depois de "muito treino e paciência", realizar movimentos com todos os dedos.
"É uma sensação incrível e um sonho realizado", congratulou-se. João Pereira perdeu parte do membro superior esquerdo e o polegar do direito quando tinha sete anos, num acidente com um foguete, por ocasião das festas de Prozelo, a freguesia do concelho de Arcos de Valdevez de onde é natural.

"Sempre tive limitações e admito que sempre terei, mas tenho a certeza de que a minha vida será diferente porque serei capaz realizar tarefas até hoje impossíveis para mim" disse. Entre essas tarefas, João Pereira destacou a capacidade para utilizar talheres e atar os cordões dos sapatos.

No Centro de Reabilitação Profissional de Gaia, responsável por todo o processo técnico, João Pereira reconheceu que "terá de treinar muito, ter muita paciência e muita calma" até conseguir usufruir plenamente da sua mão biónica. "Desde Julho que tento adaptar-me", contou aos jornalistas, depois de fazer algumas demonstrações, como tentar segurar objectos, partir uma laranja com uma faca e escrever num teclado de computador. O processo envolveu, desde há vários meses, exames para "testar os tendões, tirar as medidas, fazer o gesso, testar o molde e verificar se os encaixes batiam certo" mas, segundo afirmou, o mais difícil foi conseguir ultrapassar "algumas barreiras" relacionadas com a falta de informação.

Escolaridade sem braço

"Foi um processo complicado, mas valeu a pena", frisou João Carlos, que na sequência do acidente, teve de cortar o braço esquerdo quase até ao cotovelo e ficou sem parte do polegar direito. Foi assim que cumpriu toda a escolaridade, até concluir, na Escola Profissional do Alto Lima, o curso de técnico de informação turística, em 1992. Concluído o curso, meteu uma prótese que apenas lhe permitia mexer dois dedos, tendo logo começado a trabalhar, como pasteleiro.

Em declarações aos jornalistas, Emília Mendes, técnica de reabilitação do centro de Gaia, explicou que a mão entregue, distingue-se das próteses mioeléctricas convencionais por permitir "o movimento harmonioso de todos os dedos e a rotação do polegar".Desenvolvida por um grupo de investigadores escoceses, aquela extremidade do braço é composta por cinco motores independentes – um por cada dedo. "Agarra como uma mão normal, com dedos articuláveis que envolvem objectos com segurança", frisou. Segundo Emília Mendes, cada dedo pode suportar até oito quilos e a mão permite dobrar, tocar, apanhar e apontar, aproximando-se dos movimentos da mão humana.

retirado do site

Apelos


Instituição de Utilidade Pública sem Fins Lucrativos, fundada em 1958, Contribuinte Nº 502 741 996

Morada: Apartado 91, 2711-901 Sintra

Contactos: 917255595 964530419 info@apca.org.pt

E ainda:

Enviem um e-mail para: Sofia (minitamartins@hotmail.com) , se estiverem interessados em ficar com um destes 13 dálmatas bébés.

segunda-feira, 20 de outubro de 2008

Quando boceja um português bocejam logo dois ou três!

Porque temos tendência a bocejar quando vemos alguém bocejar? Este tipo de “reflexo” tem uma explicação, e não é assim tão complicada. Sabemos hoje que, no nosso cérebro, alguns neurónios disparam, isto é, funcionam, mesmo quando estamos apenas a observar outras pessoas a realizarem determinada actividade. Trata-se de um sistema chamado “espelho”, em que os neurónios funcionam como se fossem um espelho daquilo que vemos, sendo conhecidos como neurónios espelho.

Este fenómeno acontece também quando vemos um jogo de futebol, quando o nosso jogador favorito parte para a bola e remata para golo. Ou quando o nosso actor ou actriz favoritos se debruçam para beijar o parceiro. Certos neurónios no nosso cérebro disparam como se estivessemos nós próprios em acção!
Sabendo isto, coloca-se uma questão óbvia: como é que o sistema espelho adquire as suas propriedades reflexivas? Será que o seu funcionamento está pré-determinado pela evolução ou será que é o produto da experiência?
Num trabalho recente, publicado na revista European Journal of Neuroscience, este tema foi estudado com o auxilio de uma técnica chamada ressonância magnética funcional (fMRI, em Inglês). Neste estudo os participantes foram treinados para flectirem a mão ou o pé ao verem imagens de mãos ou pés flectidos, respectivamente.

Outro grupo de participantes foi treinado de forma inversa, ou seja, para flectir a mão ao ver uma imagem de um pé flectido, ou flectir o pé ao ver uma imagem de uma mão flectida. Depois do treino, os participantes no estudo foram submetidos a fMRI enquanto observavam as imagens referidas, mantendo-se imóveis.
O resultado da experiência foi muito claro: o sistema espelho pode ser treinado! O estudo mostrou que os neurónios respondem de acordo com o treino a que os participantes foram sujeitos e também que o sistema espelho pode ser revertido em pouco tempo, com novo treino.

Estes estudos têm importantes implicações nos processos de aprendizagem e aquisição de memórias, sugerindo que alterações no funcionamento do sistema espelho pode estar relacionado com várias patologias, como o autismo ou a esquizofrenia. A partir de agora, o leitor irá certamente ficar mais atento ao funcionamento dos seus neurónios espelho, e irá perceber que muito do que fazemos e sentimos sem pensar tem uma explicação simples: os nossos neurónios são vaidosos e gostam de se ver ao espelho.

retirado do site

Curso de Apicultura


A A.P.E.F. vai novamente realizar um Curso de Apicultura! Este decorrerá entre os dias 3 e 8 de Novembro. Qualquer dúvida contactem para:

Associação Portuguesa de Estudantes Florestais
Instituto Superior de Agronomia - Departamento de Eng.ª Florestal
Tapada da Ajuda
1349-017 Lisboa
Telefone: (00351) 211509702 Fax: (00351) 213645000
Website: http://apef.xtreemhost.com/ (em construção!)
E-mail: apeflx@gmail.com

Natureza e sociedade: Balanço e novas opções para Portugal


LPN-Liga para a Protecção da NaturezaSede Nacional
Estrada do Calhariz de Benfica, 187
1500-124 Lisboa
Portugal
Telefone: 21 778 00 97 / 21 774 01 55 / 21 774 01 76
Telemóvel: 964 656 033
Fax: 21 778 32 08
Endereço electrónico: lpn.natureza@lpn.pt
Página electrónica: www.lpn.pt

sexta-feira, 17 de outubro de 2008

Bolsa de investigação


Anúncio para atribuição de Bolsa de Investigação
No âmbito do projecto PTDC/BIA-PRO/80486/2006

Encontra-se aberto concurso para atribuição de uma Bolsa de Investigação no âmbito do Projecto PTDC/BIA-PRO/80486/2006, designado por “Structural characterization of mRNA localization mechanisms” financiado pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia através do projecto 3599 – Promover a Produção Científica, o Desenvolvimento Tecnológico e a Constituição de Redes Temáticas, nas seguintes condições:

1. Duração e Regime de Actividade: Duração de 12 meses, com início previsto para 01 de Dezembro, em regime de exclusividade, conforme regulamento de formação avançada de recursos humanos da FCT (http://www.fct.mctes.pt/pt/apoios/formacao/ambitoprojectos) e regulamento de bolsas da Fundação da FCT/ UNL. A Bolsa poderá, eventualmente, ser prorrogada por um período adicional de 12 meses.

2. Objecto de Actividade: Caracterização de proteínas envolvidas no transporte de mRNA durante o desenvolvimento de D. melanogaster; estudo da proteína Exuperantia.

3. Orientação Científica: Doutor José Trincão

4. Formação Académica: Licenciados em Bioquímica, Biologia Molecular ou áreas afins.

5. Critérios de Selecção: Os candidatos serão avaliados segundo o curriculum, experiência anterior e entrevista presencial.
Será dada preferência a investigadores com experiência nas seguintes áreas:
- clonagem e expressão de proteínas;
- purificação de proteínas;
- cristalografia de proteínas.
São exigidos bons conhecimentos de lingua Inglesa falada e escrita.

6. Remuneração: De acordo com a tabela de valores das Bolsas de Investigação no país atribuídas pela FCT, sendo o pagamento efectuado por transferência bancária.

7. Documentos de Candidatura: Curriculum vitae actualizado e dois contactos para referências oucartas de recomendação.

8. As candidaturas deverão ser enviadas de 25 de Outubro a 15 de Novembro por email para
trincao@dq.fct.unl.pt com a Refª PTDC/BIA-PRO/80486/2006/BIC_08 ou para a morada:

Doutor José Trincao
Centro de Química Fina e Biotecnologia (CQFB)
Faculdade de Ciências e Tecnologia, Universidade Nova de Lisboa
2829-516 Caparica, Portugal

http://www.requimte.pt/index.php?section=8

quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Eleições BioC.E.L.‏

Está em curso as eleições para uma nova direcção do Núcleo de Biologia da ULHT e como tal, todos os alunos da Licenciatura de Biologia estão no seu direito de criarem a sua própria lista.
O prazo de entrega das listas é até ao dia 20 de Outubro de 2008, Segunda-Feira e devem ser enviadas para o seguinte mail:biolusofona@gmail.com

A antiga direcção do BioC.E.L. vem por este modo apresentar a sua própria lista, que é a seguinte:

ProjectMar

A LPN convida todos os interessados a participar no primeiro evento do ProjectMar, uma acção de recolha de lixo subaquático que terá lugar no dia 18 de Outubro, às 09h00m, no Porto de Abrigo de Sesimbra.

O ProjectMar foi criado pela Divetek, Lda, com o apoio da LPN e de outros parceiros, com o objectivo de combater a poluição marinha e preservar a biodiversidade.

O projecto envolve a recolha e análise de todos os resíduos sólidos encontrados por mergulhadores no decurso das suas actividades recreativas subaquáticas.

No dia 18 de Outubro as actividades decorrerão por grupos, formados de acordo com o nível de formação em mergulho dos participantes e com o número de embarcações disponíveis para dar cobertura aos mergulhadores na água. Em terra, haverá um ou dois locais de recolha de resíduos e respectivos pontos de pesagem e classificação da matéria (controlo e registo).

A LPN é um dos apoiantes deste projecto, juntamente com a Sociedade Ponto Verde, Padi Europa, Project Aware, Parque Natural da Arrábida, Quercus e ICNB.

Tubarão fêmea reproduz-se por partenogénese


Investigadores norte-americanos confirmaram um segundo caso de reprodução de tubarões por partenogénese, ou seja, sem a participação de um macho.

O estudo publicado numa revista especializada em biologia marinha refere que a fêmea é da espécie Carcharhinus limbatus, ou tubarão-de-pontas-negras.

Vive há oito anos no aquário de Norfolk Canyon, na Virgínia, onde foi colocada pouco depois de ter nascido no oceano, e nunca teve contacto com machos.

Dermian Chapman, biólogo perito em tubarões no Instituto da Ciência de Protecção dos Oceanos da Universidade Stony Brook, de Nova Iorque, e principal autor deste trabalho, provou com um teste de ADN que a cria de um tubarão fêmea não continha material genético de um pai.

Este é o segundo caso de partenogénese observado até agora em tubarões, tendo o primeiro sido descoberto pela equipa do mesmo biólogo no aquário do zoo de Omaha (Nebraska) numa fêmea de tubarão-martelo.

"É agora claro que a partenogénese acontece em várias espécies de tubarões", sublinha Chapman.

"É possível que a partenogénese se torne mais frequente entre os tubarões se a densidade da sua população baixar demasiado, fazendo com que as fêmeas tenham mais dificuldade em encontrar machos", segundo o biólogo Mahmood Shivji, da Universidade Nova Southeastern, na Florida, outro dos autores deste estudo publicado no Journal of Fish Biology.

As populações destes tubarões diminuíram significativamente nos últimos 20 anos, para satisfazer a procura de barbatanas de tubarão.



Notícia retirada deste site

quarta-feira, 15 de outubro de 2008

Kusco - Messaging do Grupo Lusófona




Serviço móvel gratuito para todos os alunos e professores do Grupo Lusófona.

No telemóvel toda a informação sobre a vida académica, assuntos de tesouraria e secretaria, mudanças de sala, em suma tudo aquilo que interessa.

Kusco, para aqueles que querem saber tudo!

Como aceder
Para aceder a este serviço é necessário efectuarem o registo no canal SMS antes de subscreverem qualquer um dos serviços acima descritos.

Este registo deve ter em conta os seguintes passos:

  1. login no NetP@, na secção dos serviços de Secretaria, seleccionando a opção "Registar Canal".
  2. Na caixa de selecção o aluno deve seleccionar "Canal SMS", preencher o campo de texto "Número de Telemóvel" e clicar em "Submeter Registo".
  3. Por questões de segurança, após a submissão do registo será terminada a sessão do NetP@.
  4. Alguns minutos depois, o aluno receberá um sms com um código de segurança (PIN) que servirá para validar o registo previamente efectuado.

Instruções de utilização
Após um novo login no NetP@, e acedendo à lista de consultas disponíveis para subscrição, o aluno deverá clicar no link "Subscrever Consulta" correspondente à consulta pretendida. Este processo deverá ser repetido para cada consulta que deseje subscrever.
O número a utilizar para as consultas é o 4902 e o texto a enviar para as consultas deve ser sempre redigido em letras minúsculas.

Consultas:

  • Horário

No caso de pretender consultar o seu horário, o aluno deverá enviar, para o número 4902, o texto "ulht h" seguido de um espaço e de um dos caracteres seguintes:

  • "s" - Sábado;
  • "d" - Domingo;
  • "2" - Segunda-Feira;
  • "3" - Terça-Feira;
  • "4" - Quarta-Feira;
  • "5" - Quinta-Feira;
  • "6" - Sexta-Feira.

Por exemplo, ao enviar o texto "ulht h 5", o aluno receberá o seu horário completo de Quinta-Feira da semana corrente. Caso não inclua o código do dia ("ulht h") o aluno receberá o horário das próximas três aulas, incluindo a que possa estar a decorrer na altura.

  • Notas

Relativamente à consulta de nota final, o aluno deve enviar o texto "ulht n" seguido de um espaço e da identificação da disciplina pretendida. A identificação da disciplina pode consistir no nome completo da disciplina ou, abreviatura(s) do nome da disciplina ou, do código da disciplina.
Nota: De momento a pesquisa da nota está limitada às disciplinas com inscrições no ano lectivo corrente. Essa limitação será removida brevemente.

  • Saldo

Para o aluno consultar o saldo de tesouraria deve enviar o texto "ulht s" para o 4902, seguido de um espaço, como por exemplo "ulht s".
Através desta consulta o aluno receberá o seu saldo de tesouraria, acompanhado do número de aluno.

  • Referência Multibanco

Através desta Consulta pode ver a sua Referência Multibanco, a pagamento.
Basta enviar, para o número 4902, o código "ulht mb" no texto da sua mensagem. Por exemplo: "ulht mb".

  • Dados administrativos

Caso pretenda consultar os seus dados de aluno, deve enviar o texto "ulht d" para o 4902, recebendo em seguida o seu número de aluno, nome, nome do seu curso, código do seu curso e nome de utilizador NetP@.

  • Cancelamento

Para cancelar qualquer consulta, o utilizador deverá clicar no símbolo "X" correspondente à consulta cuja subscrição deseja anular. Confirmando ou não seguidamente a eliminação da consulta.

Alertas:

  • Alerta de Alteração de Nota
    Através deste alerta o aluno recebe uma mensagem sempre que uma nota sua seja modificada.A mensagem conterá o nome da disciplina e respectivo código, para que possa efectuar a consulta de nota, se assim o desejar.
  • Alerta Pontual: Mensagem para Alunos do Docente
    É um alerta que é enviado pelo docente de uma disciplina/turma a todos os seus alunos. O conteúdo do alerta é enviado pelos serviços da universidade a pedido do docente. O conteúdo do alerta é definido pelo docente.

    Exemplo: Se o docente se atrasar para uma aula, pode enviar um SMS com essa indicação aos alunos da respectiva turma.

Uruguay - Estágio com tartarugas verdes (Chelonia mydas)


Estagio com tartarugas
Periodo: 1 de Janeiro – 30 de Abril 2009


Histórico: Karumbé tem monitorizado esta zona de alimentação e desenvolvimento de tartarugas verdes juvenis (Chelonia mydas) por mais de 9 anos. Os voluntários desenvolvem actividades de pesquisa e conservação, entrando em contacto com a comunidade local da região. Além disso, trabalharão em conjunto com dois pesquisadores que estarão a coordenar o trabalho de campo, envolvendo-se em todos os tipos de actividades. Mesmo não sendo necessário falar espanhol, recomenda-se aos candidatos possuírem ao menos conhecimentos básicos.

Informação do lugar: Cerro Verde é uma área protegida (Banhados do Leste e Franja Costeira - Reserva da Biosfera). Nesta região, a tartaruga verde é uma espécie bandeira à conservação de toda a biodiversidade. Trata-se de uma área com alta diversidade de fauna e comunidades vegetais, incluindo vegetação relíquias, mamíferos marinhos (como toninhas e botos) e aves marinhas. Cerro Verde foi recentemente incluída no Sistema Nacional de Áreas Protegidas (SNAP) como a primeira Área Costeiro-Marinha Protegida do Uruguai. Para desenvolver um plano de manejo e conservar a biodiversidade deste ecossistema marinho, é fundamental continuar com as actividades de pesquisas desenvolvidas na mesma.

Os voluntários levarão a cabo as seguintes actividades:

1. Avistagem e captura, com redes, de tartarugas verdes juvenis próximos há costa rochosa;

2. Levantamento de encalhe de tartarugas, uma vez por semana, mediante a longas caminhadas de praia (10-20 km.);

3. Assistência aos pesquisadores na realização de necropsias em tartarugas mortas;

4. Participação em apresentações e oficinas para a comunidade local e turistas;

5. Ajudar nos trabalhos de reabilitação de tartarugas enfermas e debilitadas;

6. Ajudar na limpeza e manutenção na qualidade de água (troca de água) das piscinas das tartarugas;

7. Colaborar com as actividades diárias da base, como limpar e cozinhar.

Os candidatos devem possuir:

1. Interesse em trabalhar com a natureza em um local remoto, rodeado de lindas paisagens;

2. Bom estado físico: saber nadar e poder realizar longas caminhadas;

3. Interesse em conhecer uma cultura diferente, envolvendo-se em actividades de conservação com a comunidade local;

4. Não é necessário possuir experiência prévia em trabalho com tartarugas marinhas: se brindará um treinamento logo depois a chegada do voluntário na base;

Custos:
O custo desse voluntariado, que inclui hospedagem (barracas) e três refeições diárias é de 12€

Para mais informações, solicitar o instrutivo de voluntários a:

Mariana Rios, Coordinadora de Voluntarios : maririos34@gmail.com
Karumbé, Av.Giannattasio km 30,5 esq Roma, El Pinar, Canelones, Uruguay
Cel - 099583778 - +598 99593778

http://www.karumbe.org/

terça-feira, 14 de outubro de 2008

Precisam-se funcionários para loja de animais em Benfica - Vaga Preenchida

A Zooexótico, loja de animais de Benfica, tem uma vaga disponível na sua equipa.

Faça a sua candidatura enviando o seu Curriculum vitae para o nosso email
zooexotico@zooexotico.com a fim de marcarmos uma entrevista.

Não é necessária experiência.

Obrigatório gostar de todo o tipo de animais (répteis, roedores, insectos, etc).

A tempo inteiro ou a part time.

sábado, 11 de outubro de 2008

“Owls in Science, Culture and Conservation”

Owls in Science, Culture and Conservation” que terá lugar no próximo dia 17 de Outubro.

As aves de rapina nocturnas (corujas e mochos) desde sempre atraíram a atenção do Homem. Hoje em dia, à luz da ciência, é reconhecido o seu importante papel nas cadeias alimentares enquanto agentes reguladores dos ecossistemas. Algumas espécies podem ter ainda uma utilidade directa para o Homem, sobretudo as que se alimentam em áreas agrícolas. Contudo, subsistem diversos aspectos culturais a condicionar a conservação destas Aves.

No dia 17 de Outubro vai decorrer na Universidade Évora o Seminário ‘Owls in Science, Culture and Conservation’. O evento é promovido pelo Mestrado em Biologia da Conservação e pelo LabOr – Laboratório de Ornitologia da Universidade de Évora, em parceria com o Center for Biological Diversity e a Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves (SPEA). Os conferencistas convidados são os Drs. David H. Johnson, Director do Global Owl Project (www.globalowlproject.com) e Ricardo Tomé, Presidente da SPEA. O painel será moderado por João E. Rabaça, Director do Mestrado em Biologia da Conservação e responsável pelo LabOr. As inscrições são grátis mas obrigatórias, devendo ser feitas online em http://www.ensino.uevora.pt/mbc/owl.htm.

Este evento conta com o apoio da Ordem dos Biólogos (Delegação Regional do Alentejo)

Centenas de novas espécies descobertas no mar da Austrália

Cientistas australianos anunciaram a descoberta de “338 novas espécies marinhas” em duas reservas a Sul da Ilha de Tasmânia, na Austrália. Entre os novos espécimes descobertos “em duas das 14 reservas que formam a rede marinha do Sudoeste da Austrália”, os biólogos identificaram estrelas-do-mar, peixes, caranguejos, esponjas, gambas e ralhas “jamais vistas em Austrália”.

Os especialistas da Organização Australiana de Investigação Cientifica e Industrial (CSIRO) encontraram ainda 80 montanhas marinhas, algumas com mais de 500 metros de altura e 25 quilómetros de largura, e 145 canhões submarinos (cavados nas margens continentais) até agora nunca representados em mapas, bem como corais de dois metros de altura com 2.000 anos de idade.

As descobertas foram realizadas a 100 milhas náuticas ao sul da Tasmânia durante duas viagens, em Novembro de 2006 e Abril de 2007, e graças ao uso de novas tecnologias, vídeo, sonar e amostras do fundo marinho.

O ministro do Ambiente australiano, Peter Garrett, congratulou-se com a descoberta, considerando tratar-se “de um dia impressionante para a ciência australiana”.

Informação retirada de: site

Workshop - Incêndios Florestais: 5 anos após 2003 | 17 Outubro

Animação Ambiental - Castro Verde | Outono 2008

Conferência - "Natureza e Sociedade: Balanço e Novas Opções para Portugal"

No âmbito das comemorações do seu sexagésimo aniversário, a LPN – Liga para a Protecção da Natureza promove a conferência “Natureza e Sociedade: Balanço e Novas Opções para Portugal” sobre o estado da Conservação da Natureza e Biodiversidade em Portugal.

O objectivo principal do evento é realizar um balanço dos resultados obtidos e perspectivar o futuro da Conservação da Natureza e Biodiversidade em Portugal.

A conferência terá quatro sessões temáticas, com comunicações de oradores nacionais e internacionais convidados:

  • Balanço dos resultados da Conservação da Biodiversidade em Portugal nos últimos 60 anos;
  • Governança, Participação Pública e Gestão Privada da Biodiversidade;
  • O Desenvolvimento Sustentável em Áreas de Elevada Biodiversidade;
  • Instrumentos de Ordenamento do Território na Conservação da Natureza.

A conferência decorrerá nos dias 4 e 5 de Dezembro, na Fundação Calouste Gulbenkian em Lisboa.

Inscrições e Informações:

http://www.conferencianaturezasociedade.lpn.pt/

E-mail: lpn.eventos@lpn.pt

Debate - Aquíferos Portugueses: reservatórios de Qualidade? | 16 Outubro

domingo, 5 de outubro de 2008

Um pouco de humor para começar o ano

Durante o estudo de Microbiologia, por vezes vêm à cabeça coisas estranhas!!