quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

Agencia Nacional do Centro
Naturopa do Conselho da Europa
A Liga para a Protecção da Natureza (LPN) abre vagas para dois
Biólogos (m/f) em Castro Verde e Zona do Baixo Alentejo


A Liga para a Protecção da Natureza (LPN) é uma Organização Não Governamental de
Ambiente (ONGA), fundada em 1948, que tem como objectivo principal contribuir para a
conservação do património natural, da diversidade das espécies e dos ecossistemas.
A LPN abre concurso para duas vagas de Técnicos de Biologia em Castro Verde, em
regime de contrato de trabalho até um periodo máximo de 4 anos.
Local de Trabalho:
Centro de Educação Ambiental do Vale Gonçalinho (CEAVG), em Castro Verde, com
deslocações frequentes para o Baixo Alentejo.
Regime horário:
Tempo inteiro.
Funções e Tarefas principais:
Participação activa na execução técnica de um projecto de conservação da natureza, com
componentes de biologia (aves), de agricultura, educação ambiental e turismo sustentável;
Planeamento e preparação de trabalho de campo;
Trabalho de campo;
Apoio no acompanhamento e execução de acções de gestão do habitat;
 Apoio no estabelecimento de protocolos com proprietários e agricultores;
 Monitorização de Biodiversidade;
 Elaboração de relatórios e textos de divulgação;
 Aconselhamento técnico a proprietários e agricultores;
 Apoio na organização e participação em eventos e acções de promoção (reuniões,
seminários, congressos, feiras, etc.).
 Apoio em tarefas administrativas;
 Apoio na elaboração de candidaturas a projectos nas áreas supracitadas;
 Colaboração nas actividades dos grupos de trabalho da LPN.
 Apoio a acções de angariação de fundos;
Requisitos:
 Disponibilidade imediata;
 Formação superior nas áreas de Biologia, preferencialmente na área dos estudo das
aves;
 Carta de condução válida, preferencialmente possuir viatura própria;
 Possibilidade de efectuar deslocações por períodos relativamente longos para
realização de trabalho de campo, acções de sensibilização, participação em
eventos;
 Flexibilidade de horários;
 Boa fluência oral e escrita das línguas portuguesa e inglesa;
 Noções básicas em Sistema de Informação Geográfica;
 Conhecimentos de informática na óptica do utilizador (Microsoft Office: Word, Excel,
Powerpoint e internet).
...............................................................................................................
Estrada do Calhariz de Benfica, nº 187 · 1500-124 Lisboa
Tel. +351 217 780 097 ï 217 740 155 - 76 · Fax: +351 217 783 208
E-mail: lpn.natureza@lpn.pt · www.lpn.pt
Agencia Nacional do Centro
Naturopa do Conselho da Europa
Perfil
O candidato (m/f) deverá ser:
 Organizado e responsável no cumprimento do horário acordado e das tarefas
atribuídas;
 Motivação e boa capacidade de trabalho durante períodos intensivos;
 Boa capacidade de comunicação com a população rural, nomeadamente
proprietários e agricultores;
 Carácter dinâmico, com iniciativa e capacidade de autonomia na realização de
tarefas e dos objectivos propostos;
 Criativo e com espírito de equipa.
Para apresentar a candidatura a esta vaga deverá:
 Enviar curriculum vitae resumido (máximo 3 páginas com indicação da experiência
profissional detalhada) e carta de motivação (1 página A4), dirigidos por correio
electrónico para maria.lopes@lpn.pt ou por correio para o endereço “Liga para a
Protecção da Natureza, Estrada do Calhariz de Benfica, 187, 1500-124 Lisboa”, com
a referência “Candidatura a vaga de Biólogo para projecto de conservação da
natureza”;
 A data limite de recepção de candidaturas é o dia 9 de Janeiro até às 17h00
(incluindo a recepção da candidatura na sede da LPN, para as candidaturas
enviadas por correio);
Após uma avaliação curricular prévia os candidatos seleccionados serão chamados para a
realização de uma entrevista entre 15 e 16 de Janeiro de 2009.
...............................................................................................................
Estrada do Calhariz de Benfica, nº 187 · 1500-124 Lisboa
Tel. +351 217 780 097 ï 217 740 155 - 76 · Fax: +351 217 783 208
E-mail: lpn.natureza@lpn.pt · www.lpn.pt

domingo, 28 de dezembro de 2008

Para a Science o acontecimento científico do ano é a reprogramação de células adultas em células estaminais

"As possibilidades para a medicina da produção de células estaminais por reprogramação de células humanas adultas, no âmbito do desenvolvimento de um processo descoberto em 2006, foi o motivo para a Revista Science ter considerado como acontecimento científico do ano a conversão de células adultas humanas em pluripotentes induzidas (IPS no acrónimo em inglês).
Permitirá "novos avanços da Medicina que poderão salvar vidas", justifica a revista na sua última edição.

O estudo das células IPS teve início em 2006 quando cientistas da Universidade de Quioto, no Japão, liderados por Shinya Yamanaka, anunciaram a reprogramação de células da pele do ratinho em células muito semelhantes a células estaminiais embrionárias.

Posteriormente, em 2007, cientistas norte-americanos e japoneses obtiveram o mesmo resultado com células da pele humana e já este ano foi conhecido outro avanço, quando cientistas norte-americanos transformaram em IPS células da pele de doentes com esclerose lateral amiotrófica (ELA), uma doença neurodegenerativa sem cura, tendo depois induzido a sua diferenciação em neurónios motores como os destruídos pela doença. Este ano, o reconhecimento surge “pelo facto de se conseguir linhas de células estaminais como modelos celulares reprogramados no estado de pluripotentes induzidas que permitem ser modelos de descoberta.”, explicou ao Ciência Hoje Perpétua Pinto do Ó, do INEB-IBMC, Porto. Valorizando a própria descoberta do mecanismo de produção das IPS, em 2006, por Shinya Yamanaka, da Universidade de Quioto. Doutorada na área da Biologia das Células Estaminais pela Universidade de Ulmea na Suécia, a investigadora salienta a importância da descoberta considerando-a “uma fonte de material in vitro que vai permitir uma série de estudos genómicos e celulares e perceber mecanismos de doenças e formas terapêuticas”. “É um fonte infinita de material”, afirma Perpétua Pinto do Ó.

Um anúncio recente no desenvolvimento da investigação de Shinya Yamanaka, cientistas do Instituto Whitehead, nos Estados Unidos, anunciaram já este mês ter conseguido simplificar a criação destas células pluripotentes ao reduzirem de quatro para um o número de vírus usados no processo de reprogramação. Anteriormente eram precisos quatro vírus separados para transferir genes para o ADN das células, sendo que, uma vez activados, são esses genes que fazem passar as células do seu estado adulto, diferenciado, para o de células do tipo embrionário. Por terem a mesma capacidade de diferenciação das embrionárias, estas células poderão no futuro ser usadas para tratar doenças como a de Parkinson e a diabetes de tipo 1. As possibilidades que se criam poderá dispensar a necessidade de dadores, de fazer clonagem terapêutica ou de se usarem embriões humanos das clínicas de fertilidade, reduzindo os problemas de natureza ética que a investigação com células estaminais enfrenta em muitos países. Mesmo assim, teme-se que a discussão do uso destas células crie novos debates éticos. A Claudina Rodrigues-Pousada, investigadora do Instituto de Tecnologia Química e Biológica, em Oeiras, não espanta que se crie uma discussão por causa das células estaminais e embriões e outras. Contudo, recorda que em muitas reuniões a que tem assistido são evidentes os resultados que demonstram a importância das células estaminais para a ciência e para combater uma doença, para os órgãos das vítimas de doenças genéticas.
“Isto é o futuro da medicina”, descreve ao Ciência Hoje, recordando a comunicação, num workshop em que se demonstrou as vantagens da cultura de células estaminais e “já tinham feito tecidos a partir das células estaminais”. “Aprovo a utilização de células estaminais na formação de tecidos e de órgãos, assim como tudo que possa ajudar na saúde e a evitar a doença”, conclui Claudina Rodrigues-Pousada."


Por Filinto Melo no Ciência hoje.

Retirado de http://www.cienciahoje.pt/index.php?oid=28738&op=all

quarta-feira, 24 de dezembro de 2008

Feliz Natal e Bom Ano Novo



A equipa do BioC.E.L. deseja a todos os professores, colegas e amigos um Feliz Natal e um Bom Ano Novo. Agradecemos ainda a colaboração, ajuda e confiança que depositam no nosso trabalho pois sem vocês não faria sentido a existência desta equipa.

Obrigada

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

O Projecto Delfim


Centro Português de Estudo dos Mamíferos Marinhos está a organizar o primeiro Simpósio sobre Biologia e Conservação de Mamíferos Aquáticos. Apesar de outras iniciativas semelhantes já levadas a efeito pelo Projecto Delfim, este Simpósio ambiciona ser um evento marcante no estudo dos mamíferos aquáticos por investigadores portugueses em território nacional e noutros locais do mundo.

O Simpósio terá lugar no Auditório da Escola Superior de Tecnologia do Mar, em Peniche, nos dias 8, 9 e 10 de Maio de 2009. Convida-se a todos os investigadores a submeter resumos para apresentações orais, posters e vídeos. A data limite para a sua submissão é dia 2 de Fevereiro de 2009


Se pretende efectuar a inscrição com o respectivo programa e formulário de submissão de resumos, solicite-nos via e-mail através do biolusofona@gmail.com

quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

2º Encontro: Conservação de Cagarras

No próximo dia 19 de Dezembro, 6ª feira, há semelhança com o que aconteceu no passado mês de Março na nossa faculdade, decorrerá no Campus da ULHT um 2º encontro direccionado para o tema da morte massiva de Cagarras (Calonectris edwardsii) que ocorre no Arquipélago de Cabo Verde, deixando assim, esta espécie endémica listada no Livro Vermelho dos Vertebrados da IUCN como “em perigo de extinção”.

Local: Auditório Vítor de Sá

Hora: 10:30

Agradecemos desde já a presença de todos!

segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

Jantar de Natal

domingo, 14 de dezembro de 2008

Ciclo de Conferências DARWIN: No Caminho da Evolução


Terça-feira, dia 16 de Dezembro, a Fundação Calouste Gulbenkian, apresenta mais uma conferência intitulada: "Evolução e Biogeografia: porque há tantas espécies na Terra?".


O palestrante será o Dr. Nuno Ferrand da Universidade do Porto e terá lugar no Auditorio 2 pelas 18 horas e a entrada é livre.


A mesma terá também emissão online em directo, portanto, não há desculpas para deixar de assistir.


Para mais informções podem consultar o site: http://www.gulbenkian.pt/index.php?section=17&artId=820 e ainda o blog da exposição http://a-evolucao-de-darwin.weblog.com.pt/




quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

MONITORES PARA VISITAS GUIADAS

EXPOSIÇÃO "A EVOLUÇÃO DE DARWIN"

Fundação Calouste Gulbenkian

12 Fevereiro - 24 de Maio

Em 2009 comemoram-se os 150 anos da publicação da "Origem das Espécies" e os 200 anos do nascimento de Charles Darwin. A Fundação Calouste Gulbenkian associa-se a estas efemérides com um conjunto de acções centradas numa grande exposição internacional sobre a vida de Darwin e o seu legado à Biologia contemporânea.

Parte fundamental deste projecto será a organização de visitas guiadas a grupos, nomeadamente grupos escolares, de que estão planeadas mais de 500 visitas.

Pretende-se formar uma equipa de guias para estas funções, a iniciar formação em Janeiro, e prosseguir actividade até final de Maio de 2009. Esta é uma oportunidade para pessoas dinâmicas com gosto pela aprendizagem de Ciência e entusiasmo pela sua divulgação.

Perfil requerido: Profissionais de Educação ou Estudantes Avançados do Ensino Superior, preferencialmente nas áreas das Ciências Biológicas. Disponibilidade em part- ou full-time (actividade de 3ªf a Domingo). Capacidade de comunicação em ambiente público e capacidade de adaptação a diversos grupos etários e escolares. Capacidade de integração em equipa. Gosto pela transmissão e discussão de ideias científicas.

Condições preferenciais: Conhecimentos na área da Biologia Evolutiva. Experiência educativa ou de leccionação. Elevado entusiasmo e motivação para um projecto abrangente nas áreas científica e pedagógica.

Datas e locais: A recepção de candidaturas será feita até 20 de Dezembro de 2008. O treino será feito durante o mês de Janeiro de 2009, para começo de funções em 13 de Fevereiro até 24 de Maio de 2009. O local de trabalho é na Sede da Fundação Calouste Gulbenkian.

Enviar CV breve e carta de motivação para darwin@igc.gulbenkian.pt .

Condições oferecidas: treino e acompanhamento científico. Pagamento compatível com a experiência ou indexado aos valores oficiais para Bolsas BIC-FCT do respectivo nível de formação, e indexado ao nível de empenhamento proposto (part- ou full-time)


domingo, 7 de dezembro de 2008

Leituras alternativas do DNA humano

"As pesquisas sobre DNA sofreram uma mudança de direcção. Até agora os cientistas pensavam que esta estrutura era lida e copiada de uma única forma. Mas, quatro artigos publicados na revista científica “Science” desta semana mostraram que o DNA é uma via de mão dupla. Aliás, comparando ao movimento de uma grande avenida, a sua leitura pode ser feita pelos carros que passam nos dois sentidos e pelos pedestres. Os pesquisadores acreditavam que a leitura do DNA era feita em apenas uma direcção. Além disso, pensavam que apenas cerca de 5% era lido e passado para as células. O resto era visto como “lixo”, que sobrou da evolução, sem nenhuma função."

"O que os cientistas descobriram agora é que o DNA pode ser lido e copiado nas duas direcções. E mais, as transcrições no sentido contrário ao observado antigamente pelos pesquisadores são abundantes e distribuídas por todo o genoma. Além disso, podem ser diferentes, de acordo com cada tipo de célula. Assim, mostrou-se que o antigo “lixo” também é copiado pela RNA polimerase II, responsável pelo trabalho de "transcrever" o conteúdo do DNA, na forma de moléculas de RNA que são despachadas para outras partes das células para influir no metabolismo do organismo.

O estudo liderado por Torben Heick Jensen, do Departamento de Biologia Molecular da Universidade de Aarhus, na Dinamarca, identificou uma nova classe destas moléculas, designada de PROMoter uPstream Transcripts (PROMPTs)."


"Graças às PROMPTs, o DNA pode ser transcrito da esquerda para a direita ou vice-versa. Também, seus pontos iniciais e finais variam. Segundo os autores, a descoberta deve rever sobre como a informação genética é processada e como o processo é regulado. O próximo passo é delimitar a função das PROMPTs para saber como os genes são regulados. “O estudo apresenta um paradigma para a descoberta”, dizem os pesquisadores. Nickolas Papadopoulos, professor da Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos, é um dos autores de outro artigo sobre as “cópias” genéticas.

O pesquisador, junto com os colegas, descreveu uma técnica que determina de qual parte do DNA é feita cada cópia. Inclusivé, a equipa acredita que as transcrições - no sentido oposto do que havia sido proposto antigamente pelos cientistas - parecem ser uma característica que faz parte das células humanas, sugerindo ainda que ela seja uma componente fundamental da regulação génica. “Este método será útil para estudar a expressão de cada parte ‘copiada’ na evolução, no cancro e em outras doenças”, conta Papadopoulos em entrevista ao G1.

As demais pesquisas, da Universidade Cornell e do Instituto de Tecnologia de Massachusetts, ambos nos Estados Unidos, apresentam indícios sobre o mesmo tema.

Eles apresentam um método que mapeia a posição, quantidade e orientação da transcrição - o resultado implica que a interacção entre o DNA e sua cópia é mais produtiva e eficiente, sugerindo transcrições unidirecionais e provenientes de mais genes. Essas cópias também podem ajudar na regulamentação do processo."


Por: Isis Nóbile Diniz

Fonte: http://g1.globo.com/Noticias/Ciencia/0,,MUL911305-5603,00-LEITURAS+ALTERNATIVAS+DO+MESMO+DNA+FAZEM+HUMANO+SER+MAIS+COMPLEXO.html

terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Concurso: Prolongamento do prazo de entrega do Novo Logótipo do BioCEL

Novo Prazo de entrega: 10 de Dezembro de 2008

Divulgação dos resultados a serem publicados no Blog do BioCEL (http://www.biocel-lusofona.blogspot.com/): 12 de Dezembro de 2008.

RELEMBRAMOS QUE:
Regras:
· Participação individual;
· Cada concorrente pode participar no máximo com 2 logótipos;
· Terá de apresentar a sigla BioC.E.L (não é necessário a discrição da sigla);
· Não há limitação quanto às dimensões;
· Ser visível e ilustrativo do tema (Biologia).

Aspectos a considerar:

· Simplicidade;
· Criatividade;
· Abrangente ao tema da Biologia.

Modo de entrega:
· Por e-mail em formato .jpeg (para o biolusofona@gmail.com com o assunto: Concurso Logótipo)

domingo, 30 de novembro de 2008

Incredible Deep-Sea Discoveries Announced


No passado dia 9 de Novembro, o site LiveScience.com publicou o seguinte artigo sobre novas descobertas feitas no fundo do mar:

"An astounding batch of new deep-sea discoveries, from strange shark behavior to gigantic bacteria, was announced today by an international group of 2,000 scientists from 82 nations.

The Census of Marine Life is a 10-year project to determine what's down there. Among the new findings:

A large proportion of deep sea octopus species worldwide evolved from common ancestor species that still exist in the Southern Ocean. Octopuses started migrating to new ocean basins more than 30 million years ago when, as Antarctica cooled and a large icesheet grew, nature created a "thermohaline expressway," a northbound flow of tasty frigid water with high salt and oxygen content. Isolated in new habitat conditions, many different species evolved; some octopuses, for example, losing their defensive ink sacs - pointless at perpetually dark depths.

The finding will be reported Nov. 11 in the journal Cladistics.

Scientists also discovered what they're calling a White Shark Cafe: Satellite tags revealed a previously unknown behavior of white sharks traveling long distances each winter to concentrate in the Pacific for up to six months. During these months, both males and females make frequent, repetitive dives to depths of 300 yards, which researchers theorize may be significant in either feeding or reproduction.

In the eastern South Pacific, researchers found a diverse set of giant, filamentous, multi-cellular marine bacteria. They may be "living fossils" that developed in the earliest ocean when oxygen was either absent or much diminished, living on the toxic gas hydrogen sulfide, the scientists said.

Another survey found frequent examples of gigantism common in Antarctic waters. The researchers collected huge scaly worms, giant crustaceans, starfish and sea spiders as big as dinner plates."

Informação retirada de: LiveScience.com

sexta-feira, 28 de novembro de 2008

Pescadores de lixo

Uma empresa de mergulho, a Divetek, associou-se à Sociedade Ponto Verde para recolher resíduos do fundo do mar, junto à costa portuguesa, os quais são, depois tratados e reciclados. A primeira acção do ProjectMar aconteceu no Parque Marinho Luiz Saldanha, na Arrábida, em Outubro, de onde os mergulhadores retiraram uma tonelada de lixo, incluindo 300 quilos de pneus. Da segunda "pescaria", na reserva das Berlengas, este mês, resultou a recolha de 930 quilos de resíduos. "Há muito mais lixo do que esperávamos encontrar, sobretudo porque se trata de áreas protegidas", admite Gabriel Neves, de 38 anos, proprietário do Divetek.
Até agora, já participaram no projecto 180 mergulhadores. A próxima acção está marcada para Fevereiro, em Portimão, a que se deverão seguir outras, na zona de Lisboa, no Norte e na Costa Alentejana. Num estudo da Cetus ( Associação Portuguesa de Conservação dos Cetáceos) e da Liga para a Protecção da Natureza estima-se que seja lançado ao mar três vezes mas lixo do que o peixe que é pescado.

Retirado da revista Visão (27 de Novembro a 3 de Dezembro de 2008)

quarta-feira, 26 de novembro de 2008

Mais divulgação: Karumbé



Para mais informações, consultar o site

sábado, 22 de novembro de 2008

Transplante de traqueia com tecido do paciente

Um transplante de traqueia com tecido do próprio para conseguir que o sistema imunitário aceitasse o órgão, hibrido, sem necessidade de recorrer a medicação imunosupressora foi o resultado de um trabalho de médicos do Hospital Clínic de Barcelona e do Politécnico de Milão e das universidades de Bristol e de Pádua que ajudaram a paciente a ter uma vida normal.

Cláudia Castillo, uma mulher colombiana de 30 anos a residir em Espanha, sofria de tuberculose há vários anos e dependia de internamentos hospitalares regulares para desobstruir as suas vias respiratórias, depois de ter sofrido um colapso agudo do pulmão esquerdo, em Março. Inicialmente, os médicos pensaram que a única possibilidade era a remoção de todo o pulmão esquerdo mas o chefe de cirurgia de um hospital de Barcelona propôs que fosse realizado, em vez disso, um transplante de traqueia.


Uma vez encontrado um dador, os médicos retiraram todas as células da traqueia, deixando apenas um tubo de tecido. Entretanto, clínicos da Universidade de Bristol, no Reino Unido, retiraram uma amostra de osso da anca de Cláudia Castillo, usando-a para criar milhões de células epiteliais e de cartilagem de forma a cobrir a traqueia.

A informação, publicada originalmente na revista britânica The Lancet, levou o jornal espanhol El Pais ao encontro de Cláudia Castilho, numa reportagem onde esta revela que agora pode já correr, falar sem se cansar e brincar com os filhos. O que não fazia há cinco meses, desde que a tuberculose havia danificado a traqueia e "colapsado" o pulmão esquerdo.

Até ao momento, só foram realizados cinco transplantes de traqueia, podendo este procedimento constituir uma nova forma de tratamento, caso se confirme ser eficaz. O transplante foi então realizado em Junho, não havendo, assim, risco de rejeição por parte do organismo.

De acordo com Martin Birchall, professor da Universidade de Bristol, esta técnica poderá até ser adaptada ao transplante de outros órgãos, como o intestino, a bexiga ou o aparelho reprodutivo.

A equipa do Clínic de Barcelona, dirigida por Paolo Macchiarini, afirmou ao jornal espanhol que tem já dois outros pacientes em lista de espera.

Ver vídeo: site

Informação retirada de: site

sexta-feira, 21 de novembro de 2008

Conferência Natureza e Sociedade: Balanço e Novas Opções para Portugal

A Conferência “Natureza e Sociedade: Balanço e Novas Opções para Portugal”, organizada pela LPN – Liga para a Protecção da Natureza, compreende quatro Temas dominantes.

O primeiro centra-se no "Balanço dos resultados da Conservação da Biodiversidade em Portugal nos últimos 60 anos", identificando os principais marcos e as principais derrotas, de acordo com a perspectiva dos diferentes agentes envolvidos.

Neste âmbito realizar-se-ão duas Palestras, respectivamente:

  • "O balanço do estado actual da Biodiversidade Mundial. Countdown 2010: é possível lá chegar?", com Purificació Canals em representação da IUCN – International Union for Conservation of Nature - entidade que comemora igualmente 60 anos em 2008

  • "O papel da investigação na conservação da Biodiversidade. A importância de Portugal no contexto mundial", com o Doutor Nuno Ferrand do CIBIO - Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos.

Purificació Canals é Professora Associada de Fisiologia na Universidade de Tarragona, combinando esta actividade profissional com um extenso conjunto de participações no trabalho da UICN. Esta colaboração iniciou-se através da CEC – Comissão para a Educação e Comunicação, mas gradualmente foi-se alargando. Puri Canals foi Vice-presidente da organização desde 2005 até Outubro de 2008, membro do Comissão Mundial sobre Áreas Protegidas e Conselheira Regional da UICN para a Europa Ocidental.

Nuno Ferrand é Professor Associado do Departamento de Zoologia e Antropologia, da Faculdade de Ciências, da Universidade do Porto e Coordenador do CIBIO – uma Unidade de I&D em Ciências Biológicas, acolhida pela Universidade do Porto e com um pólo na Universidade dos Açores, que desenvolve investigação básica e aplicada nas três principais componentes da biodiversidade: genes, espécies e ecossistemas. Por esta razão, integra especialistas em áreas complementares como genética molecular e populacional, filogeografia, biologia populacional, imunogenética, taxonomia, ecologia, conservação e gestão dos ecossistemas e da paisagem

Os oradores convidados incluem:

  • Helena Freitas, professora catedrática do Departamento de Botânica da Universidade de Coimbra;
  • Tito Rosa, presidente do Instituto de Conservação da Natureza e da Biodiversidade – ICNB;
  • Eugénio Sequeira, actual presidente da Liga para a Protecção da Natureza – LPN.

Este painel de oradores será moderado pelo Professor Mário Ruivo, presidente do Conselho Nacional do Ambiente e do Desenvolvimento Sustentável – CNADS.

A conferência decorrerá nos dias 4 e 5 de Dezembro, na Fundação Calouste Gulbenkian em Lisboa.

Inscrições e Informações:

http://www.conferencianaturezasociedade.lpn.pt/

E-mail: lpn.eventos@lpn.pt

segunda-feira, 17 de novembro de 2008

Concurso: Novo Logótipo do BioCEL


Regras:
· Participação individual;
· Cada concorrente pode participar no máximo com 2 logótipos;
· Terá de apresentar a sigla BioC.E.L (não é necessário a discrição da sigla);
· Não há limitação quanto às dimensões;
· Ser visível e ilustrativo do tema (Biologia).

Aspectos a considerar:
· Simplicidade;
· Criatividade;
· Abrangente ao tema da Biologia.

Modo de entrega:
· Por e-mail em formato .jpeg a partir do dia 17/11/08 (para o biolusofona@gmail.com com o assunto: Concurso Logótipo)

Prazo de entrega: 30 de Novembro de 2008

Divulgação dos resultados a serem publicados no Blog do BioCEL (http://www.biocel-lusofona.blogspot.com/): 3 de Dezembro de 2008.

sábado, 15 de novembro de 2008

Conferência de Emprego Científico | Feira de Emprego Científico

A Associação de Bolseiros de Investigação Científica (ABIC) promove a realização bienal de uma Conferência de Emprego Científico, com o objectivo de reunir a comunidade científica nacional na reflexão e discussão das problemáticas sobre emprego científico. A terceira edição desta conferência decorre a 17 de Dezembro na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, subordinada ao tema “Da Ciência à Sociedade, o Papel dos Investigadores”.



Para a edição de 2008, a ABIC, em parceria com a Agência de Inovação (www.adi.pt), organizará também uma Feira de Emprego Científico. A realização da feira visa a promoção do emprego científico, juntando num mesmo espaço as empresas de base tecnológica e os investigadores.

INSCRIÇÕES ONLINE EM: http://conferencia2008.abic-online.org/home.html

A I Feira de Emprego Científico, organizada pela ABIC em parceria com a AdI, decorrerá na Fundação Calouste Gulbenkian em paralelo com a III Conferência de Emprego Científico. A Feira decorrerá numa sala adjacente ao Auditório 2, o espaço onde terá lugar a III Conferência de Emprego Científico, no edifício sede da Fundação no dia 17 de Dezembro de 2008.

A Feira será constituída por um conjunto de stands de empresas tecnológicas. Cada stand será da responsabilidade de uma empresa. As empresas interessadas em participar na Feira deverão enviar um email para conferencia2008@abic-online.org.

Adicionalmente, por forma a promover o contacto entre as empresas de cariz tecnológico e os investigadores sem mestrado e/ou doutoramento, a ABIC promove o registo de empresas e candidatos, no espírito do conceito do deGRAU Científico desenvolvido pela AdI (para mestres e doutores). Esta informação, à semelhança do que acontece no deGRAU Científico, estará disponível para as empresas acederem e consultarem. O contacto inicial entre empresas e candidatos será mediado pela ABIC uma vez que as informações de contacto dos candidatos serão tratadas como confidenciais.

mestres e doutores:

asasas--> deGRAU Científico (Agência de Inovação)

não-mestres e/ou não-doutores:

asasas--> Registo de CANDIDATOS

asasas--> Registo de EMPRESAS

sexta-feira, 14 de novembro de 2008

Saída de Campo - Parque Florestal de Monsanto

Centro de Recuperação de Animais Silvestres do Parque Florestal de Monsanto
(CRASPFM)

Em funcionamento desde Outubro de 1997, tem como objectivo a recuperação de animais silvestres feridos ou debilitados, com vista à devolução ao meio natural (libertação), numa perspectiva de preservação e conservação da fauna.
Criado na zona vedada do Espaço Monsanto, integra uma rede nacional de centros de recuperação, cuja regulamentação é definida pelo ICN.

O financiamento para o seu funcionamento é suportado pelo município de Lisboa.

Data e Horário da saída:
- Dia 21 de Novembro de 2008 (sexta-feira);
- Às 10h15 no espaço Monsanto (ver mapa).

Programa:
- Percurso pedestre para contacto com a fauna e flora existente;
- Visita à clínica e ao CRASPFM.

Vagas: Limite máximo de 20 pessoas.

Preço: 7,00 €. Cobre entrada no parque e documentação necessária. Pagamento com o responsável Bruno Galrito ou por transferência bancária (NIB: 000 700 000 038 569 906 423) com referência à saída de campo a Monsanto.

Inscrições: Documento comprovativo de pagamento e/ou dados pessoais (nome, B.I. ou Nº aluno (ULHT)) para o e-mail biocelcursosaidas@gmail.com, até data limite de inscrição.


Inscrição até dia 19 de Novembro (quarta-feira)


Material: Binóculos e Guias de campo

Acessos:
- Autocarro 70 da Carris;
- Comboio, estação de Campolide ou Benfica

Actualizações e mais informações:
biocelcursosaidas@gmail.com

quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Prevenção cardiovascular pode estar ao alcance de um comprimido por dia?

Benefícios das estatinas parecem ser muito mais amplos do que se pensava

Um mega-estudo internacional, destinado a avaliar os efeitos de um medicamento redutor do colesterol em pessoas que não tinham níveis de colesterol particularmente elevados - e que tinha sido previsto para durar cinco anos -, foi interrompido antes de completar dois anos. Porquê? Porque os resultados obtidos foram a tal ponto positivos que foi considerado inaceitável que uma parte dos participantes continuasse a tomar um placebo (um medicamento fictício) em vez de beneficiar da verdadeira substância.

A interrupção do estudo, baptizado Jupiter e a decorrer em 26 países junto de quase 18 mil pessoas - bem como os motivos dessa decisão -, foi anunciada anteontem no congresso da Associação de Cardiologia norte-americana, em Nova Orleães, ao mesmo tempo que os resultados eram publicados on-line pela revista "New England Journal of Medicine".

Quem tem muito colesterol no sangue corre o risco de ter um enfarte ou um acidente vascular cerebral - e de morrer ou ficar seriamente incapacitado. Para reduzir os níveis de colesterol, os médicos receitam estatinas.

Neste estudo, liderado por Paul Ridker, da Universidade de Harvard, tratava-se de estudar uma estatina particular: a rosuvastatina, nome comercial Crestor, fabricada pelos laboratórios AstraZeneca, que financiaram a investigação. Só que o objectivo não era avaliar os efeitos em pessoas com altos níveis de colesterol, mas em pessoas com níveis de colesterol normal. Homens e mulheres de uma certa idade que, em princípio, não apresentavam um risco acrescido de enfarte ou AVC. Tinham, isso sim - e foi isso que motivou o estudo -, altos níveis no sangue de uma proteína, a hsCRP (high-sensitivity C-reactive protein, ver imagem), que indica que o organismo está a ser o palco de um processo inflamatório. Pensa-se hoje que a inflamação, que é uma defesa do corpo contra as infecções e as agressões exteriores, poderá estar na raiz das doenças cardiovasculares.

Os cientistas começaram a administrar a droga aos participantes, à razão de 20 miligramas por dia, em 2003, explica um comunicado do Hospital Brigham and Women's de Boston. Mas ninguém estava à espera de tais diferenças entre os que tomavam o medicamento e os que tomavam o placebo: os primeiros viram 54 por cento menos crises cardíacas, 48 por cento menos acidentes vasculares cerebrais, uma redução de 46 por cento nas angioplastias e bypass cardíacos e uma redução de 20 por cento da mortalidade em geral. Isto surpreendeu a tal ponto o painel independente que acompanhava o estudo que esses peritos decidiram pôr fim à experiência e distribuir o medicamento a todos.

Retirado do site

terça-feira, 11 de novembro de 2008


Caros Utilizadores da Biblioteca Victor de Sá,

A Biblioteca Victor de Sá, da Universidade Lusófona, está a disponibilizar, a título experimental (trial), a partir de hoje e até dia 26 de Novembro, a plataforma SCOPUS, que permite consultar dados bibliométricos nomeadamente, número de citações e factor de impacto de 16000 títulos pertencentes a 4000 editoras internacionais, contendo 28 milhões de abstracts e referências pertencentes a revistas, actas de conferência, publicações comerciais e livros.

A SCOPUS integra ainda 431 milhões de fontes em linha, incluindo 23 milhões de patentes.

A navegação na plataforma permite obter resultados por Autor ou Título de Revista.

O acesso é feito a partir do campus da Universidade Lusófona, através do reconhecimento de IP, utilizando o endereço wwwscopus.com

Solicita-se o feedback dos utilizadores para o e-mail da Biblioteca Victor de Sá (jose.carvalho@ulusofona.pt), de modo a poder ser analisado o interesse suscitado pela base em trial.

Agradece-se a maior divulgação do trial junto de Professores e Alunos.


Com os melhores cumprimentos,

Gisélia Felício
(Directora da Biblioteca)

domingo, 9 de novembro de 2008

Debate LPN, 27 de Novembro- "Terra e Saúde - construir um ambiente mais seguro"



quinta-feira, 6 de novembro de 2008

Bolsa de Integração na Investigação no âmbito da Unidade de Investigação em Eco-Etologia

Aqui têm uma rara oportunidade de, ainda antes de concluirem o 1º ciclo, se candidatarem a uma bolsa.

Foi aberta nova chamada para a Bolsa de Integração na Investigação para estudantes do 1º ciclo do ensino superior, com prazo para entrega de candidaturas até 17 de Novembro de 2008.

O edital está disponível aqui:

http://www.eracareers.pt/opportunities/index.aspx?task=global&jobId=12199&lang=pt

Será colocado na próxima 2ª feira um edital no site do ISPA e reenviado para os estudantes da área de biologia.


terça-feira, 4 de novembro de 2008

Seminários CEF/CEABN - 10 de Novembro 2008

O próximo seminário a apresentar por Josef Berwert-Lopes (Ingenieure und Naturgefahrenfachleute, Suiça) com o título “Perigos naturais e floresta de protecção. Exemplo da actividade de um engenheiro florestal independente na Suíça” realizar-se-á no dia 10 Novembro, entre o 12h30-13h30 no Auditório do Departamento de Engenharia Florestal.


A programação dos seminários pode ser consultada em http://www.isa.utl.pt/cef


terça-feira, 28 de outubro de 2008

Videos das Lontras do Fluviário de Mora

Aqui estão 3 pequenos vídeos das lontras que vimos no fluviário de Mora, espero que sirvam para recordar o belo dia que passamos!


Acções de Reflorestação

ACÇÕES DE REFLORESTAÇÃO
OUTONO DE 2008


1 - COLECTIVO GERMINAL:


Vale de Afonsinho (rio Côa)

Fim-de-semana de 24, 25 e 26 de Outubro de 08
Fim-de-semana de 7, 8 e 9 de Novembro de 08
Inscrições abertas

A Associação Transumância e Natureza e o Colectivo Germinal, organizam duas acções de reflorestação nas margens do rio Côa, no concelho de Figueira de Castelo Rodrigo. O objectivo primeiro é o repovoamento de áreas ardidas e agrícolas abandonadas, promovendo assim a recuperação destes ecossistemas. Haverá também a manutenção de um viveiro florestal e recolha de sementes de espécies autóctones.


As árvores utilizadas para os repovoamentos são autóctones, como carvalhos (sobreiros, azinheiras, roble, etc), freixos, entre outras. As áreas intervencionadas são propriedade da Associação Transumância e Natureza, sendo portanto protegidas. Toda a área está inserida num projecto de criação de uma futura reserva natural.

Estas acções têm por objectivo criar as condições necessárias para a recuperação de um ecossistema natural onde espécies da fauna e flora autóctones, possam sobreviver e prosperar.

Os acampamentos de voluntários realizam-se de Sexta a Domingo, sendo a Sexta-feira para recepção dos participantes. O ponto de encontro é Figueira de Castelo Rodrigo, junto à Câmara Municipal. A partir daqui asseguramos transporte até ao local do Acampamento e retorno. Durante os três dias da reflorestação, garantimos refeições veganas / vegetarianas confeccionadas no acampamento (Pequeno-almoço, Merenda no campo e Jantar).

Necessitas trazer tenda, saco-cama, o teu próprio prato, copo e talher, lanterna, termo, impermeável e roupa quente, botas ou galochas, instrumentos musicais, alegria e boas vibrações!!

Para participares não te esqueças de quando fizeres a inscrição , indicares o fim-de-semana que pretendes estar presente e aguardar a nossa confirmação.

Se não podes ou não queres participar nestas acções mas pretendes ser informado de próximas actividades, envia-nos o teu contacto.


Se pretendes não continuar a receber estas informações , por favor, envia um e-mail para o endereço de origem para te excluam da listagem de envio.

Colectivo Germinal - Associação Cultural
Rua Dr. Pedro Lemos nº 14, R/c 3200-237 LOUSÃ Telefones: 239422927 963605378

2 - FAPAS:
FAPAS - Fundo para a Protecção dos Animais Selvagens www.fapas.pt 28
Núcleo de Lisboa
CIRCULAR - 22 de Outubro de 2008
Se não quiser continuar a receber mensagens de divulgação do FAPAS-Lisboa, envie-nos uma mensagem nesse sentido para fapaslisboa@kanguru.pt
---------------
Se quiser receber informação sobre as actividades do FAPAS-Lisboa e não está inscrito na nossa lista de divulgação, envie uma mensagem para fapaslisboa@kanguru.pt
----------------
As actividades do FAPAS estão abertas a sócios e não-sócios
----------------
INSCRIÇÕES na actividade:
A participação é gratuita, e não há limite de participantes.
Para facilitar a organização da visita, indique o número de pessoas, e qual o ponto de encontro escolhido.
Envie uma mensagem com o seu nome e contacto para fapaslisboa@kanguru.pt , ou contacte pelo tm 93 8491355 (João Morais).
Próximas actividades:
No âmbito da sua campanha Vamos Plantar Árvores Nativas, o FAPAS organiza uma
CAMINHADA e Recolha de Bolotas - Arrábida (zona de Vale da Rasca) - Domingo, 26 Outubro, 9h30-13h
Percurso de Lisboa a Arrábida na carreira 753 / 754 / 755 de autocarros da TST
RECOLHA de SEMENTES para plantação e sementeira de árvores nativas.
O FAPAS organiza há vários anos sementeiras e plantações de árvores e arbustos nativos em diversas áreas naturais de Portugal. Neste Inverno o Núcleo de Lisboa do FAPAS vai organizar sementeiras de carvalhos-cerquinhos em áreas naturais da região de Lisboa.
Antes da intervenção humana a região Centro-Litoral de Portugal era coberta por frondosas matas, constituída sobretudo por carvalhos-cerquinhos e sobreiros. Nestas matas existia uma fauna e flora abundantes e diversificadas. Hoje o carvalho-cerquinho subsiste pontualmente, em árvores isoladas ou pequenos grupos.
A época de frutificação do carvalho-cerquinho decorre de meados de Outubro até meados de Novembro. O FAPAS vai organizar algumas saídas de campo para recolher as bolotas e outras sementes necessárias para as próximas sementeiras, abertas à participação de todos. As sementes são geralmente recolhidas no chão, por vezes nas bermas de caminhos de terra batida.
Programa: Caminhada de 5 km na encosta Norte da serra da Arrábida, próximo da aldeia de Vale da Rasca, para interpretação da paisagem, observação da vegetação, e recolha de bolotas de carvalho-cerquinho. Percurso semi-circular, com partida e regresso a Aldeia Grande.
Grau de dificuldade: actividade acessível a todas as idades. Percurso em caminho de terra batida.
Localização: Aldeia Grande é uma localidade situada na Est.Nacional 10, entre Vila Fresca de Azeitão e Setúbal.
Transporte: de Lisboa (praça de Espanha) para Aldeia Grande, na carreira de autocarros 753 / 754 / 755 da TST.
Preço bilhetes Lisboa-Aldeia Grande (só ida): 3,49 euros (pré-comprados), 3,90 euros (adquiridos no autocarro).
50% desconto para crianças dos 4 aos 12 anos.
Horário: 9h30 (em Lisboa), 10h30 (início da actividade em Aldeia Grande) - 13h-13h30 (fim da actividade em Aldeia Grande).
Regresso a Lisboa: há autocarros 753/4/5 a partir de Aldeia Grande às 13h10, 14h10, 15h10, etc. (demoram 50 minutos até à Praça de Espanha).
Nota: as bilheteiras da TST estarão fechadas no dia 26 de Outubro, se fizer a sua inscrição até dia ao final do dia 24 de Outubro (sexta-feira) o FAPAS pode adquirir os bilhetes pré-comprados.
Pontos de Encontro:
1 - em Lisboa - às 9h30 - na Praça de Espanha, junto à paragem da carreira 753-754-755 dos TST.
2 - em Aldeia Grande: às 10h30, junto à paragem da carreira 753-754-755 dos TST. (na entrada da localidade quando se vem de Lisboa, próximo do entroncamento com a estrada para a Arrábida).
Nota: a carreira de autocarros 753-754-755 circula pelo Laranjeiro, Casal do Marco e EN.10
Equipamento aconselhado: Vestuário adequado às condições meteorológicas, água, merenda (facultativo), calçado confortável. Sacos (de plástico, pano ou rede) para recolher as bolotas. Se possível, trazer uma mochila vazia para transportar as sementes.
-----------------
INSCRIÇÕES na actividade:
A participação é gratuita, e não há limite de participantes.
Para facilitar a organização da visita, indique o número de pessoas, e qual o ponto de encontro escolhido.
Indique se pretende que o FAPAS compre bilhetes pré-comprados (se fizer a sua inscrição até ao final do dia 24 de Outubro, sexta feira).
Envie uma mensagem com o seu nome e contacto para fapaslisboa@kanguru.pt ou contacte pelo tm 93 8491355 (João Morais).
-------------------------------------------------
Colabore connosco na Conservação da Natureza: Ajude o FAPAS a divulgar estas iniciativas.
------------------------------------------------
O FAPAS é uma Associação de defesa da Vida Selvagem com 16 anos de existência, e uma vasta actividade na defesa e estudo da Natureza e Vida Selvagem em Portugal. Sede: Rua Alexandre Herculano, 371-4º Dtº, 4000-055 PORTO (telef.22 200 2472).
Publicações: o FAPAS edita trimestralmente a revista Tribuna da Natureza, e publicou, entre outros, uma série de Guias de Campo de fauna e flora: Aves de Portugal e Europa, Mamíferos de Portugal e Europa, Árvores de Portugal e Europa, Anfíbios e Répteis de Portugal, Fauna e Flora do Litoral.
Para ser sócio do FAPAS: consulte www.fapas.pt , ou contacte-nos por email ou telefone
Quotas anuais - adultos: 19,00 Euros (inclui a assinatura de 4 números da revista Tribuna da Natureza); ou 10,00 Euros (sem a assinatura);
juvenis (até 15 anos de idade): 5,00 Euros (sem assinatura).
--------------------------
Saudações Ecologistas
FAPAS - Lisboa
tm: 93 849 1355


CASO NÃO CONSIGA VISUALIZAR CORRECTAMENTE ESTA MENSAGEM, POR FAVOR, CLIQUE AQUI:

Sessões de Vídeo

SOCIEDADE PORTUGUESA
DE NATURALOGIA

PELAS LEIS NATURAIS, PELA CULTURA INTEGRAL DO INDIVÍDUO

www.spn.eco-gaia.net
SOBRE A SPN TORNE-SE SÓCIO BOLETIM VIDA SÂ ACTIVIDADES OUTROS

NEWSLETTER Nº 56 / 2008

SESSÕES DE VÍDEO
Na última sexta-feira de cada mês 18:30H

Visionamento de um filme ou de um documentário sobre temáticas relacionadas com os ideais da SPN, como por exemplo: vegetarianismo, direitos dos animais, naturismo, ambiente e ecologia, estilos de vida mais saudáveis, terapias naturais, espiritualidade, entre outros.

O próximo será a:

31 DE OUTUBRO
"A 11ª HORA"

Chegou a 11ª hora da Humanidade: o nosso último momento para mudar de rumo e pôr um travão à nossa viagem em direcção ao colapso ecológico global. Leonardo DiCaprio produz e narra esta visão urgente e de carácter transformacional sobre onde estivemos, para onde vamos e – aqui reside a questão mais importante – como podemos mudar. Pensadores, desde Mikhail Gorbachev e Stephen Hawking ao especialista em designs sustentáveis William McDonough e muitas outras personalidades, revelam o estado crítico actual da vida no planeta terra. Imagens impressionantes de cheias, incêndios, furacões, massas de gelo que colapsam e montes cada vez maiores de lixos, são justapostas a imagens de um futuro sustentável, incitando-nos a agir. Será que vamos utilizar as novas tecnologias e mudar o nosso comportamento para salvar o planeta? Temos uma crise em mãos, mas lembremo-nos que temos as soluções para salvar este planeta azul único para as gerações que se seguem.

Título Original: The 11th Hour
Ano: 2007
Duração: 90mins
Com: Leonardo DiCaprio, Kenny Ausubel, Thom Hartmann
Realização: Leila Conners Petersen, Nadia Conners
Legendas em Português

Para ver o trailer clique aqui.

PARTICIPE!

Para sócios da SPN e acompanhantes.



Curso - Gestão de residuos hospitalares


CONVITE

WWF - LIVING PLANET REPORT 2008 / RELATÓRIO PLANETA VIVO 2008 - APRESENTAÇÃO PÚBLICA

A WWF convida-o (a) para a sessão de apresentação pública do 'Relatório Planeta Vivo 2008' / 'Living Planet Report 2008' que ocorrerá no próximo dia 28 de Outubro, pelas 11h00, no CEABN – Centro de Ecologia Aplicada Professor Baeta Neves, do ISA – Instituto Superior de Agronomia, Tapada da Ajuda, em Lisboa.

Esta é a publicação mais emblemática da WWF, que é editada de 2 em 2 anos e que divulga a pegada ecológica dos diferentes Países, a nível mundial, bem como a sua biocapacidade, ou seja, o estado dos seus recursos naturais. A apresentação focar-se-á nos principais dados a nível mundial e na análise específica dos dados para Portugal.

Agradece-se confirmação de presenças para este e-mail até ao dia 26 de Outubro.



Os meus melhores cumprimentos,

Ângela Morgado
WWF Mediterrâneo (Portugal)
Communications and Fundraising Officer
Mobile (+351) 91 842 88 29
E-mail: amorgado@wwfmedpo.org

MicroHumor

O que será que leva as bactérias a cometer um suicídio?

segunda-feira, 27 de outubro de 2008

Domínio do fogo há 790 mil anos permitiu emigração para a Eurásia

Estudos arqueológicos a decorrer na fronteira do rio Jordão


O ser humano já sabia como controlar o fogo há 790 mil anos atrás, uma capacidade que permitiu aos antepassados do homem emigrar de África para a Europa (Eurásia), indica um novo estudo. Numa expedição arqueológica próxima do rio Jordão, investigadores da Universidade de Israel analisaram pedras de silex e concluíram que as civilizações antigas aprenderam a criar fogo, sem terem que depender da natureza.

A arqueóloga Nira Alperson-Afil, porta-voz da equipa da professora Naama Goren-Inbar, explicou que as marcas encontradas no silex evidenciam uma habilidade em fazer fogo, embora se desconheça o método utilizado. No entanto, o facto das pistas terem sido encontradas no vale do rio Jordão, rota entre a Europa e África, revelam que o local foi um ponto de passagem, de migração do Homem de Sul para Norte.

Um estudo anterior feito na área e publicado em 2004 mostrou que o homem já era capaz de controlar o fogo, distribuí-lo entre tochas, por exemplo, naquele período, mas os investigadores dizem agora que os homens primitivos podiam até mesmo acender fogueiras, em vez de esperar por fenómenos naturais. E terá sido essa independência a impulsionar a migração em direcção ao norte.

"Os novos dados mostram que existia um contínuo e controlado uso do fogo em muitas civilizações e que elas não eram dependentes de fogo natural", afirmou a arqueóloga Nira Alperson-Afil.

"Uma vez dominado o fogo, conseguiam luz, aquecimento e protecção contra predadores e sentiam-se seguros o suficiente para se aventurarem por territórios desconhecidos", escreveu a investigadora.

retirado do site

terça-feira, 21 de outubro de 2008

Primeiro português com mão biónica


João Pereira, de 32 anos, amputado da mão esquerda, é desde hoje o primeiro português com parte de um membro biónico, ou seja, uma mão eléctrica que lhe permitirá, depois de "muito treino e paciência", realizar movimentos com todos os dedos.
"É uma sensação incrível e um sonho realizado", congratulou-se. João Pereira perdeu parte do membro superior esquerdo e o polegar do direito quando tinha sete anos, num acidente com um foguete, por ocasião das festas de Prozelo, a freguesia do concelho de Arcos de Valdevez de onde é natural.

"Sempre tive limitações e admito que sempre terei, mas tenho a certeza de que a minha vida será diferente porque serei capaz realizar tarefas até hoje impossíveis para mim" disse. Entre essas tarefas, João Pereira destacou a capacidade para utilizar talheres e atar os cordões dos sapatos.

No Centro de Reabilitação Profissional de Gaia, responsável por todo o processo técnico, João Pereira reconheceu que "terá de treinar muito, ter muita paciência e muita calma" até conseguir usufruir plenamente da sua mão biónica. "Desde Julho que tento adaptar-me", contou aos jornalistas, depois de fazer algumas demonstrações, como tentar segurar objectos, partir uma laranja com uma faca e escrever num teclado de computador. O processo envolveu, desde há vários meses, exames para "testar os tendões, tirar as medidas, fazer o gesso, testar o molde e verificar se os encaixes batiam certo" mas, segundo afirmou, o mais difícil foi conseguir ultrapassar "algumas barreiras" relacionadas com a falta de informação.

Escolaridade sem braço

"Foi um processo complicado, mas valeu a pena", frisou João Carlos, que na sequência do acidente, teve de cortar o braço esquerdo quase até ao cotovelo e ficou sem parte do polegar direito. Foi assim que cumpriu toda a escolaridade, até concluir, na Escola Profissional do Alto Lima, o curso de técnico de informação turística, em 1992. Concluído o curso, meteu uma prótese que apenas lhe permitia mexer dois dedos, tendo logo começado a trabalhar, como pasteleiro.

Em declarações aos jornalistas, Emília Mendes, técnica de reabilitação do centro de Gaia, explicou que a mão entregue, distingue-se das próteses mioeléctricas convencionais por permitir "o movimento harmonioso de todos os dedos e a rotação do polegar".Desenvolvida por um grupo de investigadores escoceses, aquela extremidade do braço é composta por cinco motores independentes – um por cada dedo. "Agarra como uma mão normal, com dedos articuláveis que envolvem objectos com segurança", frisou. Segundo Emília Mendes, cada dedo pode suportar até oito quilos e a mão permite dobrar, tocar, apanhar e apontar, aproximando-se dos movimentos da mão humana.

retirado do site