sexta-feira, 30 de maio de 2008

Visita Laboratorial - CIIMAR


No próximo dia 9 de Junho (segunda-feira) irá realizar-se uma visita ao CIIMAR- Centro Interdisciplinar de Investigação Marinha e Ambiental no Porto.

O CIIMAR dedica-se à investigação e à difusão e transferência de tecnologia na área de Ciências Marinhas. Tem como principal objectivo, o desenvolvimento da investigação fundamental e aplicada sobre os processos que ocorrem nos ecossistemas aquáticos, incluindo o estudo dos impactos das actividades humanas sobre estes ecossistemas.
Está organizado em 30 laboratórios dispostos em duas divisões e quatro linhas de investigação.

Divisão 1:
Conservação e Gestão de Ecossistemas AquáticosEcologia, Biodiversidade e Gestão de Ecossistemas AquáticosQuímica Ambiental e Toxicologia

Divisão 2:
Aquacultura marinha e Biotecnologia
Biologia Marinha e Biotecnologias
O CIIMAR oferece também cursos de pós-graduação para alunos de formação em vários domínios ligados à área da Marinha e Ambiental. O número total de investigadores e estudantes que trabalham neste momento no CIMAR (Porto e Algarve) é de aproximadamente 400.

Data:
9 de Junho de 2008 (segunda-feira)

Programa:
- Partida de Lisboa: 7:30h
- Visita: 11 às 15h
- Hora de almoço: 12h30 às 13h30 (refeição na cantina universitária da Universidade do Porto - preço: 3,30€ e inclui sopa, pão, prato e sobremesa) - Necessária apresentação do cartão de estudante
- Chegada prevista a Lisboa: 18h

Vagas:
Limite máximo 25 pessoas

Preço:
6 € + 10€ (Cobre entrada no laboratório e transporte, não cobre o preço do almoço).

Pagamento com a responsável Carina Máximo, Bruno Galrito ou Joana Martins, ou por transferência bancária (NIB: 000 700 000 038 569 906 423)

Nota: Os 10€ que são cobrados dizem respeito à caução do autocarro. Esse dinheiro será reembolsado no acto do embarque no dia da saída. Aos inscritos que não comparecerem à saída não será devolvido o referente valor.

Inscrições:

Documento comprovativo de pagamento e/ou dados pessoais (Nome, B.I ou nº de aluno (ULHT), Curso, instituição a que pertence, nº de telefone) para o e-mail biocelcursosaidas@gmail.com até dia 4 de Junho


Actualizações e mais informações:


segunda-feira, 26 de maio de 2008

Enterro do Caloiro


Com grande satisfação e entusiasmo informamos todos os alunos do curso de Biologia que aproxima-se a Semana do Enterro do Caloiro. Temos por isso todo o gosto que todos os veteranos e caloiros participem nesta “festa”.
As comemorações decorrerão nos dias 28, 29, 30 e 31 com muitas actividades e cânticos.

Programa:
- Dia 28 e 29 (quarta e quinta-feira): Praxes durante a tarde toda aos caloiros que estiverem disponíveis.
- Dia 30 (sexta-feira): Durante a tarde faremos os baptismos aos caloiros que tiverem os padrinhos presentes.
- Dia 31 (sábado): Encontro na Estação de Carcavelos às 14.30h, quem for de comboio apanhe-o em direcção a Cascais às 14horas de modo a realizarmos o enterro do caloiro durante a tarde e respectivo jantar.

O jantar decorrerá no Restaurante Grande Onda, situado na Av. Marginal - Praia de Carcavelos. O preço por pessoa é 12.50€ e a ementa é a seguinte:

Pratos: Esparguete à Bolonhesa ou Bacalhau com Natas ou Bifinhos com Cogumelos;
Sobremesa: Pudim Caseiro;
Bebidas: 1 Sangria para 4 pessoas ou 2 copos de Sumo por pessoa.

Os interessados no jantar devem enviar mail para o biocelconvivios@gmail.com, com nome e prato que escolheu, até ao dia 27 de Maio.

quinta-feira, 22 de maio de 2008

Conferência: Genética Molecular - "Genes Que Ditam o Nosso Quotidiano".

Durante o dia 6 de Junho, o NEB (Núcleo de Engenharia Biotecnológica) da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias (ULHT) irá organizar uma conferência que terá como tema: "Genética Molecular- Genes que ditam o nosso Quotidiano".


Nesse sentido, serão feitas abordadas áreas inovadoras relacionadas com as novas metodologias em Genética nas suas mais variadas áreas de intervenção.

O evento terá lugar na ULHT, no auditório Agostinho da Silva nas instalações do Campo Grande.

Programa

PAINEL 1
14:50: Sessão abertura
15:00: Doutor João Barata PhD - Biologia do cancro IMM
15:40: Doutor Tiago Outeiro PhD–Doenças degenerativas IMM
16:20: SPGH
17:00: Debate Moderadores: Ex-aluno, Vasco Matos Trigo (RTP2 Programa 2010) , Engª Marta Martins(académico)
17:20: Coffee Break

PAINEL 2
17:30: Doutora Alexandra Fernandes – Aplicações/tecnicas
18:10: Doutora Sandra Costa- Técnicas Forenses (Policia Judiciária)
18:50: Sessão de encerramento : Sr Engenheiro Teixeira Trigo


Entrada Gratuita

Projecto: caracterização do efeito da rede viária nas populações de predadores do Alentejo

O Centro de Biologia Ambiental / Departamento de Biologia Animal da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, no âmbito de um projecto de investigação patrocinado pela BRISA – Auto-estradas de Portugal, que visa caracterizar o efeito da rede viária nas populações de predadores do Alentejo, oferece os seguintes temas para estágios e/ou teses de mestrado:


1. Efeito das estradas nos padrões de actividade e selecção
do habitat pela coruja-das-torres (Tyto alba)

Objectivos:
Definição e caracterização das áreas vitais e ritmos de actividade e análise da interacção com as estradas.

Técnicas de Recolha de Dados:
Rastreio de ninhos e poisos; Captura de indivíduos para colocação de emissores para radio-seguimento e anilhagem de adultos e crias; Monitorização de estradas para detectar atropelamentos.


2. Eficácia das plataformas laterais das passagens hidráulicas
para no aumento da permeabilidade das auto-estradas
para a comunidade de mamíferos carnívoros


Objectivos:
Avaliação do grau de utilização das passagens hidráulicas; Relação com os padrões de abundância na área envolvente

Técnicas de Recolha de Dados:
Video-vigilância através de detecção de movimentos; Recolha de vestígios e estações-de-cheiro para estimativa da abundância relativa das espécies

3. Resposta das fuinhas (Martes foina) à presença
de estradas e às alterações do habitat induzidas pelas mesmas


Objectivos:
Definição e caracterização das áreas vitais e ritmos de actividade, e análise da interacção com as estradas.

Técnicas de Recolha de Dados:
Captura de indivíduos para colocação de emissores para radio-seguimento.

Os trabalhos de campo decorrem no Alentejo (regiões de Grândola e Vendas Novas). Para além do pagamento das despesas de alojamento, alimentação e transporte durante as fases de campo, os candidatos terão oportunidade de partilhar experiências com uma vasta equipa de trabalho e terão oportunidade de desenvolver competências na área de desenvolvimento de Sistemas de Informação Geográfica e da análise estatística de dados em Ecologia.


Para mais informações:
Contactar a Prof. Drª Margarida Santos-Reis: mmreis@fc.ul.pt

terça-feira, 20 de maio de 2008

CIIMAR: Saída Laboratorial



No próximo dia 9 de Junho (segunda-feira) irá realizar-se uma visita ao CIIMAR- Centro de Investigação Marinha e Ambiental no Porto.

O CIIMAR dedica-se à investigação e à difusão e transferência de tecnologia na área de Ciências Marinhas. Tem como principal objectivo, o desenvolvimento da investigação fundamental e aplicada sobre os processos que ocorrem nos ecossistemas aquáticos, incluindo o estudo dos impactos das actividades humanas sobre estes ecossistemas.

Está organizado em 30 laboratórios dispostos em duas divisões e quatro linhas de investigação.

Divisão 1:


Conservação e Gestão de Ecossistemas Aquáticos
Ecologia, Biodiversidade e Gestão de Ecossistemas Aquáticos
Química Ambiental e Toxicologia

Divisão 2:
Aquacultura marinha e Biotecnologia
Biologia Marinha e Biotecnologias


O CIIMAR oferece também cursos de pós-graduação para alunos de formação em vários domínios ligados à área da Marinha e Ambiental. O número total de investigadores e estudantes que trabalham neste momento no CIMAR (Porto e Algarve) é de aproximadamente 400.



Data:
9 de Junho de 2008 (segunda-feira)



Programa:

- Partida de Lisboa: 7:30h

- Visita: 11 às 15h

- Hora de almoço: 12h30 às 13h30 (refeição na cantina universitária da Universidade do Porto - preço: 3,30€ e inclui sopa, pão, prato e sobremesa) - Necessária apresentação do cartão de estudante

- Chegada prevista a Lisboa: 18h




Vagas:

Limite máximo 25 pessoas

Preço:

6 € + 10€ (Cobre entrada no laboratório e transporte, não cobre o preço do almoço).

Pagamento com a responsável Carina Máximo, Bruno Galrito ou Joana Martins, ou por transferência bancária (NIB: 000 700 000 038 569 906 423)

Nota: Os 10€ que são cobrados dizem respeito à caução do autocarro. Esse dinheiro será reembolsado no acto do embarque no dia da saída. Aos inscritos que não comparecerem à saída não será devolvido o referente valor.



Inscrições:

Documento comprovativo de pagamento e/ou dados pessoais (Nome, B.I ou nº de aluno (ULHT), Curso, instituição a que pertence, nº de telefone) para o e-mail biocelcursosaidas@gmail.com até dia 4 de Junho





Actualizações e mais informações:





segunda-feira, 19 de maio de 2008

Malária: investigadores portugueses revelam novo papel de enzima envolvida na infecção

Investigadores portugueses demonstraram pela primeira vez um novo papel crucial desempenhado por uma enzima envolvida na infecção por malária, indica um estudo publicado com destaque de capa numa revista científica norte-americana.

O estudo foi realizado por Sabrina Epiphanio e outros membros da Unidade de Malária do Instituto de Medicina Molecular, de Lisboa, liderada por Maria Mota, em colaboração com Miguel Soares, do Instituto Gulbenkian de Ciência e de investigadores norte-americanos e alemães.

A Cell Host & Microbe, uma nova revista do prestigiado grupo Cell, destaca o estudo com uma fotografia de capa que mostra células provenientes da resposta inflamatória do hospedeiro a atacar um hepatócito infectado no fígado.

"A infecção por malária ocorre em duas fases, uma hepática, que é assintomática mas obrigatória, e outra sanguínea, durante a qual surgem os sintomas da doença", explicou Maria Mota à agência Lusa.

"No ano passado, publicámos na revista Nature Medicine que a enzima HO-1 (heme oxigenase-1) protegia os ratinhos da forma mais letal da doença, a malária cerebral, durante a fase sanguínea", disse a investigadora.

Porém, "quando estávamos a fazer essa investigação reparámos que em fígados infectados com malária durante a fase hepática esta enzima também estava aumentada, o que nos deixou confusos, sem saber bem qual o papel desta molécula do hospedeiro durante a fase silenciosa da doença", recordou.

"O que nós agora mostrámos" - salientou - "é que na fase inicial, que dura cerca de sete dias nos humanos e é totalmente assintomática, esta enzima protege o parasita da resposta inflamatória e ajuda-o a estabelecer-se no hospedeiro, enquanto que mais tarde, logo que o parasita chega ao sangue e começam os sintomas, a enzima ajuda o hospedeiro a proteger-se dos sintomas mais graves".

"Este estudo revela pela primeira vez que este mesmo enzima é essencial para o estabelecimento da fase inicial e obrigatória para iniciar malária", afirmou.

A investigadora sublinhou a colaboração do grupo de Miguel Soares, do IGC, que trabalha nesta enzima há muitos anos, e de investigadores norte-americanos e alemães que desenvolvem tecnologia muito avançada usada para depletar esta enzima especificamente do fígado.

O principal objectivo do grupo liderado por Maria Mota é aprofundar o conhecimento dos factores do hospedeiro humano que influenciam a infecção pelo Plasmodium, o parasita causador da doença, na perspectiva de gerar pistas para o desenvolvimento de estratégias para o seu controlo.

A malária é uma doença infecciosa que se transmite através da picada do mosquito Anopheles ou, raramente, por transfusões sanguíneas, sendo responsável por 200 a 500 milhões de casos de que resultam 1 a 3 milhões de mortes de crianças todos os anos.

Negligenciada durante muito tempo, a investigação na malária tem vindo a crescer nos anos recentes, nomeadamente em Portugal, através dos grupos que trabalham no Instituto de Higiene e Medicina Tropical, no IMM e no IGC.

Investigadora principal no IMM da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, Maria Mota doutorou-se em Parasitologia Molecular no University College London (1998) e é também investigadora internacional do Howard Hughes Medical Institute (EUA).

Este estudo foi parcialmente financiado pela Gemi Fund, a Fundação para a Ciência e a Tecnologia e a European Science Foundation.


Texto retirado deste site

LusoExpedição OLYMPUS 2008: Alteração de datas



Informam-se todos os interessados que houve uma alteração nas datas da LusoExpedição Olympus 2008. Esta passará a tomar lugar entre os dias 6 e 15 de Junho de 2008

O prazo de inscrições foi alargado até ao dia 23 de Maio.



Mais informações AQUI

Exposição de anfíbios no Aquário Vasco da Gama


O Aquário Vasco da Gama apresenta no seu auditório, até ao dia 1 de Junho de 2008, a exposição “Anfíbios de Portugal, Rãs e Companhia”.

Objectivos da exposição:

• Divulgar as espécies de anfíbios existentes em Portugal
• Divulgar a biologia e ecologia destes animais
• Sensibilizar a opinião pública para o estatuto de conservação dos anfíbios
• Propor acções de preservação e conservação das espécies de anfíbios

Esta exposição é integrada no “Ano Internacional da Rã” , uma iniciativa coordenada na Europa pela Associação Europeia de Zoos e Aquários (EAZA), com o objectivo de sensibilizar a opinião publica para a conservação destes animais.

quinta-feira, 15 de maio de 2008

Campanha Apadrinhamentos CERVAS Primavera/Verão 2008

Com a chegada da Primavera e aproximação do Verão, iniciou-se o regresso das aves migratórias ao nosso país e a época de reprodução de inúmeras espécies. No CERVAS/PNSE, este período reflecte-se num aumento acentuado do número de ingressos e num acréscimo da quantidade e variedade de aves a necessitar de cuidados (como, por exemplo, crias de coruja-do-mato que caíram dos seus ninhos ou ficaram órfãs ou águias-calçadas enfraquecidas pela longa viagem migratória).
Assim sendo, voltamos a divulgar a campanha de apadrinhamento que o CERVAS/PNSE desenvolve, com a listagem de espécies actualizada e com algumas imagens dos animais. Deste modo, caso pretenda, poderá apadrinhar um novo animal ou então divulgar esta campanha reencaminhando este e-mail.


Presentemente, podem ser apadrinhados animais em recuperação no CERVAS das seguintes espécies:

Com uma contribuição mínima de 15€ cada:

Mocho-galego (Athene noctua)
Mocho-de-orelhas (Otus scops)
Coruja-do-mato (Strix aluco)
Coruja-das-torres (Tyto alba)
Milhafre-preto (Milvus migrans)
Águia-de-asa-redonda (Buteo buteo)
Águia-calçada (Hieraaetus pennatus)
Tartaranhão-caçador (Circus pygargus)
Tartaranhão-ruivo-dos-pauis (Circus aeruginosus)
Gralha-preta (Corvus corone)


Com uma contribuição mínima de 20€ cada:

Abutre-preto (Aegypius monachus)
Gavião (Accipiter nisus)
Grou (Grus grus)
Bufo-real (Bubo bubo)

Nota: os valores indicados referem-se a apadrinhamento individual/particular. Caso pretenda ceder apoios através de uma instituição / empresa, os valores mínimos serão de 250€ para qualquer espécie indicada anteriormente (podendo ser deduzidos no IRS ao abrigo da lei do mecenato ambiental).


Ao apadrinhar um animal terá a possibilidade de assistir à sua libertação (se assim o desejar) e receberá um certificado de apadrinhamento. O seu contacto será inserido na lista de divulgação do CERVAS para que possa obter informações e fotos do animal apadrinhado e informações
sobre as próximas actividades em que poderá participar, tornando-se, desta forma, um membro activo na dinamização da recuperação de animais selvagens em Portugal.


Além da possibilidade de apadrinhamento de animais, apresentamos também a campanha de apadrinhamento de projectos para 2008, para empresas ou particulares que queiram contribuir para a evolução do trabalho a desenvolver a partir do CERVAS.

Os projectos que já estão em curso são:

1. Treino de voo e Musculação de Aves Pré-Libertação
2. Estudos de Toxicologia em Aves Silvestres
3. Estudos de Parasitologia em Animais Silvestres
4. Educação Ambiental
5. Estudos de Microbiologia em Aves Silvestres
6. Plumoteca e Banco de Penas
7. Entomologia Forense aplicada a Espécies Silvestres
8. Percepções públicas em relação à Fauna Selvagem / Centros de Recuperação

Se estiver interessado em conhecer algum destes projectos com maior detalhe, ou se estiver disponível para contribuir financeiramente para o seu desenvolvimento, por favor contacte cervas.pnse@gmail.com

Material necessário (que pode ser cedido como alternativa ao apoio financeiro, em ambas as campanhas):
- Aparelho de anestesia volátil
- Arcas congeladoras e frigoríficos
- Armários
- Máquina de cortar mato
- Medicamentos, luvas de látex e outros materiais de uso clínico;
- Estantes, mesas e material de escritório (resmas de papel reciclado, tinteiros, dossiers, etc.);
- Outros materiais diversos (balança de cozinha, rede de sombra, ferramentas várias, tesouras, sacos de plástico, etc.); e
- Materiais de construção (para apoio à construção de novas jaulas de recuperação).


Modos de pagamento :

- CHEQUE: Em nome de Associação ALDEIA enviado juntamente com a ficha de inscrição para:
CERVAS / Parque Natural da Serra da Estrela
Av. Bombeiros Voluntários, 8. 6290-520 Gouveia

- TRANSFERÊNCIA*:
NIB: 003504710001216793071 (Caixa Geral de Depósitos de Miranda do Douro)
* Enviar comprovativo de transferência por correio para a morada acima indicada ou por correio electrónico para cervas.pnse@gmail.com



Mais informações disponíveis AQUI

quarta-feira, 14 de maio de 2008

“Semanas com Ciência”: Livros com preços reduzidos na Livraria Escolar Editora


A Livraria Escolar Editora organiza a iniciativa “Semanas com Ciência”, durante quatro semanas de Maio e de Junho. A campanha visa promover as obras de carácter científico, proporcionando descontos de 20%.

Cada semana é dedicada a uma área científica.
- Até ao dia 16 de Maio: Matemática e Estatística
- Entre 19 e 23 de Maio: Informática.
- Entre 26 e 30 de Maio: Biologia e Geologia
- Entre 2 a 6 de Junho: Química e Física.

De acordo com José Nunes, responsável pelo espaço localizado no campus da FCUL, no Campo Grande, “Semanas com Ciência” visa dinamizar o sector comercial da Escolar Editora, contribuindo para a valorização da imagem da empresa fundada em 1942.

Para além desta campanha que visa contribuir para a renovação de stoks e que decorre no espaço do campus da FCUL, as livrarias situadas no Instituto Superior Técnico e na Faculdade de Ciências e Tecnologia também organizam iniciativas semelhantes.

A Livraria Escolar Editora situada nas instalações da FCUL desde Novembro de 2004 funciona todos os dias úteis entre as 8h30 e as 19h00.

Bolsa de Investigação: área de Microbiologia Molecular

BOLSA DE INVESTIGAÇÃO (M/F)
Referência: PTDC/SAU-MMI/65407/2006

Título do Projecto:
“Host-pathogen interactions: role of the Vip-Gp96 interaction in the virulence of Listeria monocytogenes

Código interno: PR 143201

Está aberto concurso para recrutamento de um(a) bolseiro(a) de Investigação para colaborar no projecto acima referido, co-financiado pela Fundação para Ciência e a Tecnologia e pelo programa PTDC.

A bolsa, em regime de exclusividade, terá a duração de 9 meses, eventualmente renováveis, com início previsto a 1 de Junho de 2008.

O valor mensal da bolsa será de € 745,00, pago por transferência bancária (preferencialmente).
Local de trabalho: Group of Molecular Microbiology, IBMC, Porto.

Programa de trabalho: ver em baixo.

Perfil pretendido: Os candidatos devem possuir, à data de 1 de Junho de 2008, uma Licenciatura em Microbiologia, Biologia, Bioquímica ou áreas afins, e média final de licenciatura igual ou superior a 15 valores. É condição preferencial possuir experiência de investigação em Microbiologia Celular. Os candidatos devem estar motivados para o trabalho de investigação e interessados em candidatar-se ao grau de Doutor.

O prazo para recepção de candidaturas decorre de 14 de Maio até 28 de Maio de 2008.

As propostas deverão incluir uma carta de motivação, CV (incluindo notas obtidas durante a licenciatura), e duas cartas de referência e ser enviadas, preferencialmente por e-mail, para:
Didier Cabanes
didier@ibmc.up.pt
IBMC
Group of Molecular Microbiology
Rua do Campo Alegre, 823
4150-180 Porto
Tel: +351-22-226074907
Fax: +351-22-226099157

Após avaliação do CV, os candidatos pré-seleccionados poderão ser chamados para entrevista.
A contratação será regida pelo estipulado na legislação em vigor relativamente ao Estatuto de Bolseiro de Investigação Cientifica, nomeadamente a Lei 40/2004, de 18 Agosto, e o Regulamento de Bolsas de Investigação Científica do IBMC (www.ibmc.up.pt/fellowships.php).


Project summary:

Listeria monocytogenes is a food borne pathogen that accounts for up to 10% of community-acquired bacterial meningitis in humans, and has one of the highest hospitalisation (90%) and mortality (30%) rate among all the food borne infections. Following ingestion of contaminated food by a mammalian host, L. monocytogenes has the capacity to cross all bodily barriers such as the intestine, the blood-brain and the feto-placental barrier. This facultative intracellular bacterium is able to enter and multiply into professional and non-professional phagocytic cells. Several Listeria surface proteins play key roles in the interaction with host cells and in the establishment of infection. Vip is a L. monocytogenes surface virulence factor that we recently identified by comparative genomics. We have previously shown that Vip is anchored to the cell wall of L. monocytogenes and is required for invasion of mammalian cells. We demonstrated that the cellular receptor of Vip is the heat shock protein Gp96 expressed by target host cells. The Vip-Gp96 interaction is critical for L. monocytogenes entry in epithelial cells and for virulence (Cabanes et al. EMBO Journal, 2005 24:2827-38).

In order to decipher and characterize the role of the Vip-Gp96 interaction in the establishment and persistence of L. monocytogenes infections, we will investigate the cellular signalling events that occur downstream the Vip-Gp96 interaction and induce bacterial uptake.
To identify such signal transduction events associated with Gp96 in the context of L. monocytogenes infection, several signalling pathways (including FAK and PI-3 kinase dependent pathways) will be tested. We will analyze the protein phosphorylation profile of cells infected with different strains of Listeria (wt, vip mutant or overexpressing Vip). Cells will be infected, lysed and total protein extracts will be subject to western blot analysis using anti-phospho-tyrosine and anti-phospho-serine antibodies. Cellular proteins showing different phosphorylation state will be identified by mass spectrophotometry. Signalling pathways identified downstream Gp96 will be latter dissected using dominant negative approaches and RNAi techniques.

Astronauta da ESA vem a Portugal promover recrutamento de candidatos

A Agência Espacial Europeia (ESA) procura pela primeira vez candidatos a astronautas em Portugal e realiza quinta-feira em Lisboa uma sessão de promoção desse recrutamento que contará com a presença de um astronauta alemão, Ernst Messerschmid (Imagem).

Desconhece-se para já se há portugueses interessados em viajar pelo espaço e pisar outros planetas, mas prevê-se que as candidaturas comecem a surgir a partir dessa sessão de informação, no Pavilhão do Conhecimento - Ciência Viva, disse hoje à Agência Lusa Mário Amaral, da representação da ESA em Portugal.

Além do astronauta Ernst Messerschmid, do Centro Europeu de Astronautas (EAC), estarão presentes o responsável pela divisão de astronautas desse organismo, Horst Schaarschmidt, e o investigador Manuel Paiva, que coordenou vários projectos de investigação biomédica associados ao espaço.

O processo de recrutamento terá início na segunda-feira, estando em jogo a selecção de pelo menos quatro astronautas para integrar futuras missões tripuladas à Estação Espacial Internacional (ISS) e "mais além", segundo a ESA.

"Não procuramos super-homens, mas pessoas sãs e com um perfil psicológico muito determinado, com capacidade de adaptação, abertas e que gostem de trabalhar em equipa", disse Jean Coisne, do gabinete de comunicação do Centro Europeu de Astronautas da ESA.

Os quatro escolhidos, de preferência com idades entre 27 e 37 anos, irão juntar-se aos oito que actualmente integram o Corpo de Astronautas da ESA. A candidatura será feita pela Internet (www.esa.int/astronautselection) e terá de ser acompanhada de uma certificação médica idêntica à requerida aos pilotos da aviação comercial.

A ESA procura jovens com estudos científicos, médicos ou de pilotagem, com experiência profissional e muita curiosidade pelo espaço. Os candidatos terão de enfrentar vários patamares de selecção, com testes de aptidão profissional e psicológica que incluirão exames de avaliação da capacidade cognitiva, seguidos de testes clínicos por peritos em medicina aeronáutica, testes de laboratório e de processos espaciais.

Só os que passarem estes crivos poderão ser considerados membros "potenciais" do pessoal da ESA, com condições para serem submetidos à comissão de exame das candidaturas.

Essa será a última barreira na corrida para a sua nomeação oficial, prevista para o princípio de 2009, que lhes abrirá a porta do centro de formação da ESA em Colónia, na Alemanha, onde se converterão em verdadeiros astronautas.

A instalação do laboratório científico europeu Columbus na ISS e o êxito da primeira viagem do ATV (veículo de transporte automatizado) Júlio Verne relançaram os trabalhos da ESA na estação orbital, para onde intensificará nos próximos meses o envio de astronautas europeus.

Portugal pertence de pleno direito à ESA desde 14 de Novembro de 2000, sendo um dos 17 Estados-membros cujos cidadãos podem candidatar-se a este desafio.

Texto retirado deste site

Universidade de Évora e Delta Cafés criam cátedra sobre Biodiversidade

A Universidade de Évora e a empresa Delta Cafés vão criar a Cátedra "Rui Nabeiro", dotada de cem mil euros por ano e destinada à promoção da investigação, do ensino e da divulgação científica na área da Biodiversidade.

O reitor da Universidade de Évora (UE), Jorge Araújo, explicou hoje à agência Lusa que se trata da primeira cátedra instituída, em Portugal, por uma empresa.

"É a primeira cátedra entre uma empresa e uma universidade que se cria em Portugal e abre uma era de colaboração que, até agora, não existia", salientou.

A parceria, que já foi acordada, mas cujo protocolo formal ainda terá de ser assinado, proporciona à Universidade de Évora, por outro lado, "uma capacidade de investigação acrescida" na área da Biodiversidade.

"A Universidade de Évora e a Delta Cafés compartilham a visão de que a geração actual é usufrutuária de um património natural e que lhe incumbe a responsabilidade de o legar às gerações futuras em condições que garantam a sustentabilidade da vida humana", explica a UE.

"A Biodiversidade é uma área nevrálgica para o nosso futuro e para a sustentação da vida humana", acrescentou o reitor, explicando que, anualmente, a cátedra vai contar com 100 mil euros.

As duas instituições dizem que é "necessário desenvolver esforços no sentido da preservação do ambiente e, em particular, da fauna e da flora", bem como "antever os cenários que poderão resultar das previsíveis alterações climáticas e das constantes intervenções antropogénicas decorrentes do desenvolvimento das sociedades humanas".

O investigador ou docente que vai ser o titular da cadeira, pelo período de cinco anos, ainda vai ser seleccionado de entre a comunidade científica internacional, referiu Jorge Araújo, explicando que a Fundação para a Ciência e a Tecnologia irá complementar a cátedra com "bolsas de doutoramento e de pós-doutoramento".


Texto retirado deste site.

Concurso 2008 de Bolsas de Integração na Investigação para 5000 estudantes do Ensino Superior

Edital
Na sequência do Compromisso com a Ciência assumido pelo Governo e nos termos do Regulamento de Formação Avançada e Qualificação de Recursos Humanos, a Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT) convida as Instituições de Investigação do Sistema Científico e Tecnológico Nacional (SCTN) a abrirem (entre Maio e Outubro) concurso para atribuição de Bolsas de Integração na Investigação (BII) a serem financiadas pela FCT, com o objectivo de virem a ser atribuídas até 5000 bolsas em 2008.

Destinatários
Os destinatários deste concurso são as instituições de I&D avaliadas pela FCT, nomeadamente as Unidades de Investigação e os Laboratórios Associados, e ainda os Laboratórios de Estado, e as Empresas e outras instituições públicas ou privadas com actividade de I&D reconhecida. Os beneficiários das Bolsas de Integração na Investigação (BII) são os estudantes do 1º ciclo do ensino superior (incluindo estudantes do 1º ano) com bom desempenho escolar, inscritos em instituições nacionais do ensino superior público ou privado. Este tipo de bolsa tem por objectivo criar condições de estímulo ao início da actividade científica e desenvolvimento de sentido crítico, criatividade e autonomia dos estudantes através da sua integração em equipas de projectos de I&D. Cada bolseiro deverá ter um doutorado como supervisor na instituição de acolhimento e ser integrado num projecto de investigação.

São elegíveis estudantes de qualquer instituição do ensino superior, independentemente desta ser ou não a instituição de acolhimento do Laboratório, Instituto ou Centro de Investigação que concede a bolsa.

Financiamento
A FCT apoiará a concessão destas bolsas através de um reforço do Financiamento Plurianual das Instituições do Sistema Científico Nacional por si avaliadas e financiadas, ou de financiamento específico no caso das outras instituições do SCTN, nomeadamente Laboratórios de Estado ou Empresas com actividades de I&D. O apoio contemplará, além do valor total da bolsa a atribuir ao estudante, um subsídio anual a atribuir à instituição de acolhimento para aplicação em despesas associadas à integração do bolseiro. Nada obsta a que as instituições, se assim decidirem, fixem para as bolsas valores superiores aos que são financiados pela FCT, desde que sejam suportados por receitas não provenientes da FCT.

A FCT poderá financiar um número de bolsas até 30% do número de doutorados integrados em cada instituição de acolhimento. Podem ser autorizadas pela FCT excepções devidamente fundamentadas e de reconhecido interesse devendo nestes casos estar garantida a adequada integração e acompanhamento dos estudantes.

Avaliação e selecção dos bolseiros
Os avisos de abertura de concurso são da responsabilidade das instituições que atribuem as bolsas e devem indicar claramente o objecto das bolsas de integração na investigação, assim como o tipo de destinatários, os momentos de avaliação, os critérios de selecção, e as fontes de financiamento. Os avisos são obrigatoriamente publicados nas páginas Web das instituições responsáveis pela abertura do concurso e no portal www.eracareers.pt.

A avaliação das candidaturas é feita pela instituição responsável pela abertura do concurso, e deve ter em conta o mérito do candidato e o seu desempenho escolar.

As bolsas devem ter início entre 1 de Junho e 1 de Dezembro de 2008. As bolsas correspondem a um ano, não renovável na mesma instituição de acolhimento, mas renováveis por um ano adicional noutra instituição.

Planos de trabalho, relatórios e creditação académica
Os planos de trabalho dos bolseiros têm de se desenvolver no âmbito dos projectos de investigação em curso nas instituições de acolhimento. No fim do período da bolsa o bolseiro tem de elaborar um relatório, a validar pelo supervisor e a apresentar em sessão pública organizada pela instituição que concede a bolsa.

Serão estabelecidos acordos para a creditação (ECTS) do trabalho realizado pelos estudantes.

Informações, formulário e regulamento
Informações podem ser solicitadas à FCT através de bii@fct.mctes.pt

As listas nominais ordenadas com nomes e endereços dos candidatos seleccionados para financiamento e as referências aos correspondentes supervisores, devem ser submetidas através de http://concursos.fct.mctes.pt/bii/

O formulário e o regulamento do concurso devem ser disponibilizados pelas instituições que concedem as bolsas, e devem estar de acordo com o Regulamento de Formação Avançada da FCT disponível em http://alfa.fct.mctes.pt/apoios/bolsas/regulamento2008

Conferência: "Ciências e Tecnologias Forenses"


A Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL), através da Área Científica de Anatomia Patológica irá realizar uma Conferência de Ciências e Tecnologias Forenses, cujo tema é “Morte Violenta”, dirigida a profissionais e estudantes de Anatomia Patológica, de Medicina, de Direito, de Psicologia e ao público em geral.

Este evento terá lugar no dia 2 de Junho de 2008, no Auditório da ESTeSL/ESEL.O grupo de prelectores será constituído pelas seguintes individualidades:

-Prof. Doutor José Pinto da Costa » Professor Universitário e Médico Especialista em Medicina Legal;

- Dr.ª Magda Mendes » Técnica de Anatomia Patológica especialista em Ciências e Tecnologias Forenses;

- Prof. Doutor Carlos Poiares » Especialista em Psicologia Criminal e Director da Faculdade de Psicologia da Universidade Lusófona;

- Dr. João Ricardo Lima » Licenciado em Direito pela Universidade Autónoma de Lisboa e Formador em Direito Penal, Processual Penal e Direito do Mar.

Pretende-se, deste modo, que o tema "Ciências e Tecnologias Forenses – Morte Violenta" seja abordado sob diversas perspectivas, de acordo com a área de intervenção de cada convidado.



O programa da Conferência pode ser consultado no folheto, onde através do qual poderá efectuar a sua inscrição, até 29 de Maio de 2008.



Para aceder ao folheto de inscrição clicar AQUI

Para mais informações visite o site.

terça-feira, 13 de maio de 2008

Debate: Que desafios lança a ciência à religião?


O debate vai ser em Português e Francês com a presença de:

Clara Pinto Correia e Peter Stilwell

15 Maio 2008 às 19h00

Av. Luis Bívar, nº 91 (mesma rua que o Hospital Particular)

CURSOS ETOLOGÍA DE PRIMATES: ÚLTIMAS PLAZAS DEL AÑO

Os informamos que en caso de que esteis interesados aún disponemos de las últimas plazas libres para los cursos de Etología de Primates Nivel 1 y Nivel 2 del primer y segundo semestre de 2008 de FUNDACIÓN MONA. Os informamos que las últimas convocatorias de este año 2008 seran los próximos meses de julio y agosto. En total habremos ofertado 130 plazas durante todo el 2008, 33 más que durante 2007.

Los cursos se retomarán el próximo mes de marzo de 2009, y ya comenzaremos a impartir el nivel 3.


NIVEL 1:
Convocatoria del 23-24 de mayo: 4 plazas libres
Convocatoria del 20-21 de juny: no hay plazas disponibles
Convocatoria del 25-26 de julio (ÚLTIMA CONVOCATORIA DE NIVEL 1 DE 2008!!): 15 places lliures

NIVEL 2:
Convocatoria del 30-31 de maig: 3 plazas libres
Convocatoria del 27-28 de juny: 3 plazas libres
Convocatoria del 1-2 d'agost (ÚLTIMA CONVOCATORIA DE NIVEL 2 DE 2008!!): 15 places lliures

Para más información y reservas: recerca@fundacionmona.org ; 972 477 618

Miquel Llorente


Unitat de Recerca i Laboratori d'Etologia Centre de Recuperació de Primats
FUNDACIÓ MONA Carretera de Cassà, km1 17457 - Riudellots de la Selva, Girona Spain
Telf.: 00 34 972 477 618
e-mail: recerca@fundacionmona.org
web: http://www.fundacionmona.org
blog: http://fmrecerca.blogspot.com
Cursos Etologia: http://etologiaprimates.blogspot.com

sábado, 10 de maio de 2008

Bolsa de Investigação: medula espinal

BOLSA DE INVESTIGAÇÃO
Referência: PTDC/SAU-NEU/65548/2006

Título do Projecto:
Processamento sensorial nas sinapses dos interneurónios excitatórios da
substantia gelatinosa da medula espinhal

Código interno: PR 131002

Está aberto concurso para recrutamento de um(a) bolseiro(a) de Investigação para colaborar no
projecto acima referido, co-financiado pela Fundação para Ciência e a Tecnologia e pelo FEDER
através do programa PTDC. O/A bolseiro/a vai desempenhar um estudo de canais iónicos nos
neurónios sensoriais espinhais recorrendo à técnica patch-clamp. Espera-se que o/a bolseiro/a bem sucedido/a se candidate posteriormente a uma Bolsa de Doutoramento durante/após o 1º ano.
A bolsa, em regime de exclusividade, terá a duração inicial de 3 meses, renovável até 24 meses, com início previsto a 1 de Junho de 2008.
O valor mensal da bolsa será de € 745,00, pago por transferência bancária (preferencialmente).
Local de trabalho: Unidade do Morfofisiologia, IBMC.

Programa de trabalho: ver em baixo.

Perfil pretendido:
O/A candidato/a deverá ser licenciado/a em Biologia, Biofísica, Medicina, Química, Física ou área
afim, com a classificação mínima de 15 valores.

O prazo para recepção de candidaturas decorre de 14 a 28 de Maio de 2008.
As propostas deverão incluir uma carta de motivação e CV e ser enviadas para:
Boris Safronov
IBMC
Rua do Campo Alegre, 823
4150-180 Porto
Tel: +351-22-226074972

A contratação será regida pelo estipulado na legislação em vigor relativamente ao Estatuto de
Bolseiro de Investigação Cientifica, nomeadamente a Lei 40/2004, de 18 Agosto, e o Regulamento de Bolsas de Investigação Científica do IBMC(www.ibmc.up.pt/fellowships.php).


“Sensory processing in synapses of excitatory interneurons from the spinal substantia
gelatinosa”

Supervisor:
Doutor Boris Safronov

Project summary:
Understanding of mechanisms of pain critically relies on sensory processing in the spinal cord, where the nociceptive information is integrated and transmitted to the brain. Substantia gelatinosa (SG, lamina II) is a spinal cord region where most unmyelinated primary afferents terminate and the central nociceptive processing begins. The SG is formed by local interneurons many of which relate primary afferent input to nociceptive projection neurons from lamina I. It was for a long time believed that the SG is mostly formed by GABAergic inhibitory interneurons participating in both pre- and postsynaptic inhibition. Recently, we have developed a novel technique which allowed routine recording from pairs of synaptically connected SG neurons and have surprisingly found that vast majority (85 %) of SG interneurons are excitatory (2007, J
Physiol 581: 241-254). This implied that the spinal nociceptive processing in the SG is strongly dominated by excitatory integration. This finding revises the classical view on the sensory processing in the SG and indicated a vital importance of investigating unknown yet basic properties of synaptic connections formed by excitatory interneurons underlying this processing.

In this project we shall use the patch-clamp recording in spinal cord slices of rat and recently developed technique of identification of synaptically coupled SG neurons to study the basic properties of excitatory synaptic transmission of SG interneurons. Intracellular tight-seal recording from a postsynaptic neuron will be done with one electrode, while the second electrode will specifically stimulate a presynaptic neuron, in order to study:
1) the efficacy of synaptic transmission of SG neurons, that is how many action potentials and of what temporal pattern should be generated in a presynaptic neuron to provoke the changes in potential reaching the firing threshold in the postsynaptic neuron.
2) the functional properties and signaling in glutamatergic synapses of excitatory interneurons. In particular, we shall test specific pharmacology, in order to elucidate the subunit composition of postsynaptic receptors activated by transmitter release from terminals of presynaptic excitatory interneurons located in the SG.
3) whether the synapses formed by the SG interneurons exhibit any form of functional plasticity, like longterm potentiation and/or depression. It is conceivable that signaling at these glutamatergic synapses is highly dynamic like in many brain regions but it may utilize unique signaling pathways to regulate both synaptic strength and excitatory properties of interneurons. Such plasticity should have a profound effect on sensory integration in neuronal network of the SG.

We expect to provide new important insights into the functional, pharmacological and structural organization of synapses formed by different types of the SG excitatory interneurons

Selected Publications:

1) Santos, Rebelo, Derkach and Safronov (2007) Excitatory interneurons dominate sensory processing in the spinal substantia gelatinosa of rat. J Physiology 581: 241-254.
2) Santos, Melnick, Safronov (2004) Selective postsynaptic inhibition of tonic-firing neurons in substantia gelatinosa by μ-opioid agonist. Anesthesiology 101: 1177-1183.
3) Melnick, Santos, Safronov (2004) Mechanism of spike frequency adaptation in substantia gelatinosa neurons of rat. J Physiology 559: 383-395.
4) Safronov (1999) Spatial distribution of Na+ and K+ channels in spinal dorsal horn neurones: role of the soma, axon and dendrites in spike generation. Progress in Neurobiology 59: 217-241.
5) Safronov and Vogel (1999) Electrical activity of individual neurons: Patch-clamp techniques. In: Modern Techniques in Neuroscience Research. Springer, Berlin Heidelberg New York, pp. 173-192.

sexta-feira, 9 de maio de 2008

LusoExpedição OLYMPUS 2008

O Banco de Gorringe a Madeira e o percurso
das espécies marinhas no Atlântico Nordeste


Durante a última grande glaciação, a Glaciação de Wurm (há cerca de 18.000 anos) o nível médio das águas do Oceano Atlântico estava aproximadamente 150 m mais abaixo do que se encontra hoje em dia. Este processo durou vários milhares de anos, fazendo com que muitas montanhas que estão actualmente submersas, formassem outrora ilhas ou até mesmo arquipélagos. Assim, um conjunto destes montes submarinos como é o caso do Banco de Gorringe, podem ter sido utilizados como uma ponte de passagem para as espécies marinhas de proveniência europeia em direcção ao Arquipélago da Madeira e dos Açores, aproveitando correntes marinhas favoráveis. Este Banco encontra-se numa montanha submarina com cerca de 5000 metros que faz parte de uma cordilheira que se estende desde o Sul de Portugal até ao Arquipélago da Madeira (cerca de 9.500Km2 de extensão).



Figura 1 – Mapa do Atlântico Nordeste com as curvas batimétricas do Banco de Gorringe (no centro) e o Arquipélago da Madeira (em baixo)


Nesta Cordilheira encontram-se também outros bancos conhecidos, como é o caso do Banco de Ampère e do Banco de Josephine. O Banco de Gorringe encontra-se localizado a Sudoeste do Cabo de São Vicente, a uma distância de cerca de 200 Milhas náuticas (Latitude N 36º 32' Longitude W 011º 33'), a meio caminho entre Portugal Continental e o Arquipélago da Madeira.


Alguns destes picos, encontram-se hoje a uma profundidade relativamente baixa, sendo possível, em muitos deles, o mergulho com recurso a escafandro autónomo. Será este o grande objectivo desta expedição, uma vez que estas “ilhas submarinas” são locais praticamente inexplorados e constituem verdadeiros “oásis de biodiversidade” no meio do Atlântico. A LusoExpedição 2008 será uma missão científica cujo o objectivo principal é a recolha de peixes e invertebrados marinhos nestes cumes submersos. Este ano, as recolhas realizadas pelos investigadores abrangem não só o Banco de Gorringe mas também a Madeira, as Desertas e Porto Santo utilizadas como termo de comparação com os dados do continente. A expedição será organizada por investigadores da Universidade Lusófona de Humanidades de Tecnologias, aos quais se poderão associar investigadores de outras universidades, tal como tem acontecido nos 2 últimos anos. Caso este projecto seja viabilizado existe já o interesse da Universidade do Algarve, da Universidade dos Açores, da Universidade do Porto (CIBIO), da Universidade de Amsterdão e da Universidade Nacional Autónoma do México.


Esta missão vai ser realizada a bordo do Navio de Treino de Mar (NTM) Creoula da Marinha Portuguesa entre os dias 6 e 15 de Junho e os investigadores responsáveis pelo projecto serão acompanhados por cerca de 30 estudantes universitários que terão a responsabilidade de analisar o material recolhido em mergulho.


Este projecto pretende testar duas hipóteses científicas relacionadas com a evolução e colonização da fauna marinha do Atlântico Nordeste, prosseguindo o trabalho que tem vindo a ser desenvolvido nas expedições anteriores:

1) Como actuaram estes picos submarinos no passado e como actuam agora: como pedras de passagem, ou refúgios intermédios na dispersão da fauna a longa distância?
2) Estarão as populações marinhas ali existentes geneticamente isoladas das de Portugal Continental, Madeira e Açores?

Para testar as hipóteses referidas, levaremos a cabo uma série de metodologias normalmente utilizadas neste tipo de estudos ecológicos:

1) Transectos (linhas de recolha de larvas no plâncton ao longo de todo o percurso);
2) Mergulho com escafandro autónomo que possibilite:
a) seleccionar e recolher algumas espécies modelo;
b) construir uma colecção de referência e descrever novas espécies;
c) estabelecer as actuais relações biogeográficas dos organismos recolhidos utilizando marcadores genéticos apropriados;
d) amostrar cuidadosamente áreas definidas com diferentes povoamentos de organismos bentónicos para estudos ecológicos quantitativos;
e) descrever as comunidades associadas a estes picos;

Todo o material recolhido será triado in vivo a bordo, descrito, catalogado e fotografado. Os exemplares serão então distribuídos pelos investigadores que integram o projecto, de acordo com as suas áreas de especialização e actuais interesses de investigação. Os objectivos de cada equipa são tão diversos como estudar as relações genéticas (DNA) dos organismos recolhidos nestes locais isolados ou purificar e testar alguns dos compostos produzidos por estes organismos, alguns deles com características únicas, ao nível da sua aplicação no desenvolvimento de novos medicamentos ou em potenciais aplicações industriais.

Patrocinadores:











Inscrições AQUI

Press release AQUI

LusoExpedição OLYMPUS 2008: Inscrições abertas




Banco de Gorringe


6 a 15 de Junho


Preço: 100 euros

Inscrições:


Até ao dia 23 de Maio, enviar e-mail com os seguintes dados:
- nome, nº de aluno, Curso e telefone para:


Sandra Guedes Abrantes, Secretária da Coordenação da Licenciatura em Biologia sandra.abrantes@ulusofona.pt


Faculdade de Engenharias e Ciências Naturais

Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias



Mais informações:

Junto das Coordenações de Biologia, Engª Biotecnológica, Engª Ambiente e Ciências do Mar

LusoExpedição OLYMPUS 2008: Press release

Pelo 3º ano consecutivo diversas Universidades portuguesas e europeias embarcam numa expedição oceanográfica a bordo do navio Creoula da Marinha Portuguesa. A LusoExpedição OLYMPUS 2008, organizada pela Universidade Lusófona, vai levar equipas de mergulhadores às profundezas do Banco do Gorringe situado entre Portugal Continental e o arquipélago da Madeira. Nesta missão embarcam biólogos marinhos, oceanógrafos, químicos e cerca de 30 estudantes universitários com um objectivo comum: estudar a biodiversidade de um local onde poucos tiveram o previlégio de mergulhar. Segundo a organização da LusoExpedição OLYMPUS 2008 os investigadores a bordo estão interessados em temas tão diversos como as alterações anuais na fauna e flora destas montanhas submarinas ou a possibilidade de utilizar os venenos produzidos por diversos organismos marinhos em biomedicina.

O Dr. Pinto de Abreu, coordenador desta missão e Vice-Reitor da Universidade Lusófona, referiu que “depois das 2 edições anteriores, que se pautaram por um enorme sucesso, continuamos este ano com uma missão de caracterização de zonas remotas do mar Português, numa altura em que se está a aproximar a data de entrega do projecto que vai permitir expandir o território marinho sob jurisdição portuguesa nas Nações Unidas em 2009”. A conjugação de esforços de investigadores de Universidades que cobrem todo o território nacional, desde o Algarve ao Porto, passando pelos Açores já teve expressão em publicações científicas internacionais e os organizadores afirmam que esta missão ainda não atingiu todo o seu potencial.

No ano de 2009 comemoram-se os 200 anos do nascimento de Charles Darwin e os 150 anos da publicação da sua obra mais emblemática “A origem das espécies” . A comunidade científica mundial já se está a mobilizar em torno desta efeméride. Haverá forma mais apropriada para comemorar estas datas do que uma nova edição em 2009 desta expedição oceanográfica cujo objectivo é estudar a biodiversidade da fauna e flora marinhas?

quinta-feira, 8 de maio de 2008

Bolsa de Doutoramento da Fundação para a Ciência e Tecnologia

Decorrem até ao dia 31 de Maio as candidaturas a uma proposta de doutoramento para o concurso de bolsas da Fundação para a Ciência e a Tecnologia. O curso vai decorrer no Instituto de Biomédicas de Abel Salazar da Universidade do Porto (ICBAS).

O doutoramento será subordinado ao tema "Linking different levels of biological organization using fish inhabiting polluted estuaries: gene expression, biomarkers and behaviour”. O candidato que receber a bolsa ficará inscrito como aluno do ICBAS, sendo que o trabalho de investigação terá lugar no Laboratório de Ecotoxicologia do Centro Interdisciplinar de Investigação Marinha e Ambiental (CIIMAR).

Os candidatos devem ser licenciados em Biologia, Ciências do Meio Aquático ou outras áreas afins e ter uma média de final de curso igual ou superior a 16 valores. No caso dos candidatos com grau de Mestre, a média pode ser igual ou superior a 15.

Para além do curriculum vitae, os interessados devem anexar à sua candidatura a cópia de certidão de licenciatura e/ou mestrado, a cópia de artigos científicos ou outras publicações relevantes e ainda duas cartas de referência.

As candidaturas devem ser enviadas por e-mail e endereçadas ao responsável pela orientação do doutoramento: Carlos Gravato (gravatoc@ciimar.up.pt), investigador auxiliar do Laboratório de Ecotoxicologia do CIIMAR.

quarta-feira, 7 de maio de 2008

Universidade Itinerante do Mar- Energia, Ambiente & Mar

A Universidade Itinerante do Mar é um programa que visa a promoção da identidade marítima dos estudantes portugueses e espanhóis de várias origens, através do contacto com o mar e com o conhecimento sobre as suas potencialidades, actividades e cultura.

Esta iniciativa teve a sua primeira edição em 2006 e tem também como objectivo levar os estudantes a descobrir o valor do trabalho em equipa e a partilha de dificuldades e de projectos, enquanto participam em todas as tarefas da navegação e visitam diferentes portos.

Este ano o programa destina-se a estudantes universitários e pré-universitários de diferentes cursos e licenciaturas provenientes principalmente das Universidades do Porto, Aveiro e de Oviedo e do Ensino Secundário. Oferece três cursos entre os dias 30 de Junho e 26 de Julho de 2008 que no seu conjunto abrangem 126 estudantes portugueses e espanhóis.



Curso I: 30 de Junho a 11 de Julho de 2008
Curso II: 1 a 20 de Julho 2008
Curso III: 20 a 26 de Julho de 2008



O programa será composto por diferentes momentos de formação em terra e a bordo do Navio de Treino de Mar (NTM) CREOULA e será organizado em torno de três cursos com 42 estudantes cada, sendo o tema específico de formação a “Energia, Ambiente & Mar” com ênfase na implicação das questões da energia no desenvolvimento sustentado e o mar como fonte de energia e rota de transporte.


O primeiro curso terá início na Universidade de Oviedo (Espanha) e seguirá, após embarque em Avilés, rumo a Gijón (Espanha) e a Rouen (França). O segundo curso terá início em Rouen (França) e seguirá rumo a Ferrol (Espanha). O terceiro curso inicia-se em Ferrol (Espanha) e seguirá rumo a Aveiro (Portugal) e Lisboa (Portugal).


Inscrições abertas até 15 de Maio de 2008 para estudantes universitários de qualquer instituição, estudantes do ensino secundário e profissionais.

Ainda existem algumas vagas

Informação sobre o programa, condições de candidatura e pagamento AQUI

terça-feira, 6 de maio de 2008

Na Fronteira da Ciência: Conferência

A Fundação Calouste Gulbenkian em colaboração com a Ciência Viva realiza durante o ano lectivo 2007/2008 um ciclo de conferências, subordidando ao tema Na Fronteira da Ciência, no qual participarão reconhecidos cientistas portugueses.

Conferência: O papel revolucionário da nanotecnologia e das células estaminais na medicina regenerativa.

Data: 14 de Maio

Oradora: Manuela Gomes, do IBB - Instituto de Biotecnologia e Bioengenharia, da Universidade do Minho.

Local:

Auditório 2, 18h
Fundação Calouste Gulbenkian

Bolsa de Técnico de Investigação: Centro de Ciências do Mar do Algarve

Anúncio para atribuição de Bolsa de Técnico de Investigação

No âmbito do projecto EDEN: NEST-2005-Path-COM/043251
Ref.ª: CCMAR/BTI/0013/2008


O Centro de Ciências do Mar do Algarve – grupo MAREE abre concurso para atribuição de uma
bolsa de técnico no âmbito do projecto NEST-2005-Path-COM/043251, designado por EDEN
financiado pela União Europeia, nas seguintes condições:

Funções a desempenhar: tarefas de ecologia molecular de organismos intertidais

Requisitos: licenciatura na área da Biologia.

Critérios de avaliação: experiência em técnicas de ecologia de organismos intertidais, experiência em manutenção de culturas de algas, experiência em técnicas de manipulação experimental de níveis de stress.

Condições da bolsa: Duração de 6 meses iniciais, com início previsto para 1 de Junho, em regime de exclusividade, conforme regulamento de formação avançada de recursos humanos da FCT (http://www.fct.mctes.pt/pt/apoios/formacao/ambitoprojectos/) e regulamento de bolsas de investigação cientifica do CCMAR em (http://www.ualg.pt/ccmar/regulamento_de_bolsas_do_ccmar.htm).
A Bolsa poderá, ser eventualmente, ser prorrogada por um período adicional até ao fim do projecto.

Remuneração: Será de acordo com a tabela de valores das Bolsas de investigação no país
atribuídas pelo CCMAR a licenciados.

Prazos de recepção: De 02 a 19 de Maio de 2008

Candidatura: As candidaturas devem ser feitas em formulário próprio (IP.CCM.040/00) que pode ser obtido em http://www.ccmar.ualg.pt/instit_regulamentos.htm e incluir uma cópia do certificado de habilitações, Curriculum vitae detalhado e eventualmente referências

Envio de candidaturas: As candidaturas devem ser enviadas para
Centro de Ciências do Mar, Ref.ª: (CCMAR/BTI/0013/2008), a/c de Ester Serrao, Universidade do Algarve, Campus de Gambelas, 8005-139 Faro ou por e-mail para ccmar@ualg.pt.

Divulgação de resultados: A comunicação dos resultados da avaliação será feita até 30 dias úteis após o termo do prazo de apresentação das candidaturas, mediante comunicação escrita.

Comissão responsável pela selecção: Doutor Gareth Pearson, Prof. ª Ester Serrão, Doutor Filipe Alberto


Faro, 24 de Abril de 2008

domingo, 4 de maio de 2008

Fotos do BioCafé

Borboletas na web- Lagartagis


O lançamento de Borboletas na web é uma nova área de vídeo que acompanha as várias fases das borboletas a partir do Lagartagis. A iniciativa vai funcionar de forma semelhante ao que acontece com o site Grifos na web.


O Lagartagis é uma estufa de criação de borboletas aberta ao público no Jardim Botânico do Museu Nacional de História Natural. É um jardim com plantas mediterrânicas e habitado por várias espécies de borboletas, que podem ser observadas nas diversas fases do seu ciclo de vida.

Os objectivos do projecto são vários, entre os quais: assegurar a informação, sensibilização e participação do público, bem como mobilizar e incentivar a sociedade civil e promover a educação em matéria de conservação da natureza e da biodiversidade.

A equipa de trabalho pertence ao Tagis - Centro de Conservação das Borboletas de Portugal que é uma Organização Não Governamental de Ambiente (ONGA) formada no Museu Nacional de História Natural em 2004.

Imagem retirada deste site

Bolsa de Inv. na U. Évora em Ornitologia - Coruja-das-torres

Anúncio para atribuição de
Bolsa de Investigação
no âmbito do projecto CL/UE-B&B2008-12


Encontra-se aberto concurso para atribuição de uma Bolsa de Investigação no âmbito do projecto “Valorização da Diversidade Biológica da Companhia das Lezírias”, designado por “CL/UE-B&B2008-12” financiado pela Companhia das Lezírias, S.A. no âmbito do compromisso “Business & Biodiversity” nas seguintes condições:


Duração e Regime de Actividade: Duração de 6 meses, com início previsto para 14 de Junho de 2008, em regime de exclusividade, conforme regulamento de formação avançada de recursos humanos da FCT (http://www.fct.mctes.pt/pt/apoios/formacao/ambitoprojectos) e Regulamento de Bolsas de Investigação Científica da Universidade de Évora, Estatuto do Bolseiro de Investigação Científica e de acordo com a legislação e as normas em vigor.
A Bolsa poderá, eventualmente, ser prorrogada por períodos adicionais.

A concessão da Bolsa de Investigação será realizada mediante a celebração de um contrato entre a Universidade de Évora e o bolseiro, nos termos do Regulamento de Bolsas de Investigação Científica da Universidade de Évora, Estatuto do Bolseiro de Investigação Científica e de acordo com a legislação e as normas em vigor.


Objecto de Actividade
As tarefas a desenvolver são as seguintes:

- Trabalhos de campo dirigidos ao estudo da biologia e ecologia da população de Coruja-das-torres Tyto alba do Vale do Tejo;
- Tratamento e análise de dados;
- Coordenação de sessões de divulgação das actividades desenvolvidas;
- Apoio na elaboração de Relatórios e outros elementos documentais.
- Apoio à coordenação do projecto.


Orientação Científica: Prof. Doutor João Eduardo Rabaça

Local de Trabalho: LabOr – Laboratório de Ornitologia e vale do Tejo (em particular nos territórios da Companhia das Lezírias, S.A.).


Critérios de Avaliação
A selecção do bolseiro basear-se-á nos seguintes critérios:

1. Formação académica e experiência específica na área do projecto e em trabalho de campo com aves de rapina nocturnas especificamente Coruja-das-torres T. alba.
2. Experiência em prospecção e monitorização de ninhos de T. alba e em manipulação e anilhagem de juvenis não voadores (credencial válida).
3. Experiência em transectos nocturnos para detecção visual de indivíduos de T. alba.
4. Experiência em acção de divulgação científica, educação ambiental e produção de conteúdos.
5. Entrevista, se julgada necessária para avaliação dos candidatos.


Formação Académica: Licenciatura ou Mestrado em Biologia


Remuneração: De acordo com a tabela de valores das Bolsas de Investigação no país atribuídas pela FCT (www.fct.mctes.pt).


Documentos de Candidatura: As candidaturas deverão ser enviadas por via postal ou e-mail, devidamente identificadas, acompanhadas de curriculum vitae do candidato, fotocópia do certificado de habilitações e duas cartas de recomendação, ao cuidado de:

Prof. João E. Rabaça
LabOr-Laboratório de Ornitologia
Departamento de Biologia
Universidade de Évora,
Apartado 94
7002 – 554 Évora
e-mail: jrabaca@uevora.pt


▪ Selecção e Prazos: A selecção é feita com base no curriculum vitae dos candidatos, podendo eventualmente ser feita uma entrevista.
Serão apenas admitidas candidaturas recebidas entre 28 de Abril e 09 Maio de de 2008. A selecção e a comunicação dos resultados aos candidatos serão feitas até 15 de Maio de 2008 e o início de funções será em 14 de Junho de 2008.



Nota: Segundo o artigo 19º do Regulamento de Bolsas de Investigação Científica da Universidade de Évora,“ cada bolseiro só pode receber uma única vez o mesmo tipo de bolsa”.

sábado, 3 de maio de 2008

Voluntariado em Trabalho de Campo

Este anúncio dirige-se a pessoas potencialmente motivadas para estudos de ecologia costeira em ambiente intertidal rochoso.

Estudante de doutoramento no CIEMAR (Laboratório de Ciências do Mar, Pólo de Sines da Universidade de Évora), que se situa em Sines necessita de assistência durante este ano de 2008, associado a um estudo de estrutura populaçional de lapas em diferentes microhabitats, a decorrer de 2 em 2 meses na costa alentejana do Parque Natural do Sudeste Alentejano e Costa Vicentina.

Datas
a) 16 a 23 de Maio;
b) 17 a 24 de Julho;
c) 13 a 21 de Setembro;
d) 10 a 18 de Novembro.

Procura em pessoas interessadas em colaborar durante um ou mais dos períodos mencionados.

Durante o mês de Agosto, irão decorrer outros estudo associados este projecto de doutoramento, no qual será também necessária ajuda no trabalho de campo.
Contudo, não existem de momento verbas para remuneração financeira das pessoas
interessadas, mas há possibilidade de reembolso das despesas de transporte.


No entanto, o contributo prestado para este projecto será recompensado pela aprendizagem e experiência adquiridas e, caso seja aplicável, pela eventual co-autoria nas publicação futura associada ao trabalho desenvolvido.

O CIEMAR tem alojamento disponível para os alunos e voluntários (camaratas e cozinha), o que exclui qualquer problema relativo à estadia das pessoas não residentes na área que
venham a colaborar neste projecto. Para informações gerais acerca do CIEMAR por favor visitem a página
http://www.ciemar.uevora.pt/.

Quem estiver interessado, poderá contactar:


Maria Inês Seabra
E-mail: miseabra@sapo.pt ou iseabra@uevora.pt
Telemóvel: 963833530.

Observação de Orcas no Estreito de Gibraltar - Escola de Mar



Viagem de fim-de-semana para observação de orcas no seu meio natural

Estreito de Gibraltar
19 e 20 de Julho de 2008

- Partida de Lisboa sábado às 08h00
- Oferta de saco com material da Escola de Mar
- Estada em quarto duplo, jantar e p.a. incluído
- Saída de mar com a duração de 03h30
- Chegada a Lisboa domingo às 24h00

275 € por pessoa
Inscrições e pagamento até ao fim de Maio
(a viagem poderá ser cancelada por falta de quorum)

info@escolademar.pt
218486742/966552928


Escola de Mar
Investigação, Projectos e Educação em Ambiente e Artes, Lda.
Lisboa, Portugal
+351218486742

Programa Antídoto - Portugal


Programa Antídoto - Portugal

ESTÁGIO NÃO-REMUNERADO


Trabalhos a desenvolver no estágio:
- Apoio à coordenação do grupo de trabalho do Programa Antídoto – Portugal (PAP) - gestão de correio electrónico, preparação de reuniões, documentos e relatórios.
- Apoio à coordenação do PAP - contacto com autoridades, recepção e encaminhamento de denúncias, esclarecimento de dúvidas que são colocadas por particulares e instituições, contactos com laboratórios.
- Acompanhamento de necrópsias a animais com suspeita de envenenamento - elaboração de relatórios e manutenção de base de dados.
- Apoio à manutenção de base de dados do PAP.
- Apoio à manutenção do www.antidoto-portugal.org – preparação e introdução de conteúdos.
- Apoio à preparação e dinamização de acções de educação ambiental e de formação com médicos veterinários, agricultores, autoridades, escolas, entre outros
- Apoio na preparação de material de divulgação e promoção do PAP.
- Apoio na preparação de projectos.
- Participação em eventos em representação do PAP.

DURAÇÃO MÍNIMA RECOMENDADA: 6 meses.
PERÍODO: Indiferente
LOCAL DE TRABALHO: Gouveia (CERVAS e Delegação do Parque Natural da Serra da Estrela).
FORMAÇÃO: Medicina Veterinária. Preferencialmente com bons conhecimentos de informática.
REQUISITOS (RECOMENDADOS): Conhecimentos básicos de Toxicologia. Interesse em Medicina, Biologia e Ecologia de Animais Selvagens. Viatura própria, computador portátil.

Para mais informações:

Sessão Informativa - EF Education First

No próximo dia 8 de Maio (5ªfeira), entre as 15h00 e as 16h00, irá decorrer uma sessão informativa da organização Education First. A EF é uma organização privada que permite a aprendizagem de diversos idiomas no seu país de origem.


Nesta sessão, será possível conhecer melhor os programas disponíveis, bem como o método de inscrição.


Local: sala A 2.3

Em qualquer carreira, hoje existe a necessidade permanente de um idioma comum para comunicar com diferentes áreas de trabalho. A crescente necessidade de aprender outros idiomas, para progressão na carreira a vida académica, levou o BioCEL, no passado mês de Dezembro, a estabelecer mais uma parceria, desta vez, com a Escola Internacional de Línguas – EF Education First. Estão disponíveis programas flexíveis que vão desde anos académicos linguísticos e multi-linguisticos, a cursos de pequena duração de aprendizagem e aperfeiçoamento de uma língua, aliados, a por exemplo, a férias de Verão!


A todas as inscrições feitas através do BioCEL, o mesmo reembolsa ao aluno, no fim do curso, 40% do valor da inscrição.


Mais informações em: biocelparcerias@gmail.com e neste site